Postagem em destaque

Helder deve ser julgado nesta quinta-feira pelo TRE

Ministro é acusado de abuso de uso indevido dos meios de comunicação O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho (PMDB), dever...

domingo, 18 de agosto de 2013

População vai às ruas contra prefeito de Óbidos

Protestos e revoltas marcaram a semana contra péssima administração de Mário Henrique, em Óbidos

Revoltada com os problemas ocasionados pela má administração do prefeito Mário Henrique, a população do município de Óbidos, Oeste do Pará, realizou
uma série de manifestos nesta semana cobrando melhorias nas área de infraestrutura, saúde pública, educação, entre outras.

Depois de denúncias feitas por nossa reportagem na semana passada, relacionadas a má administração do atual gestor da cidade, e de precariedade na segurança pública, mais precisamente a questão da Delegacia da cidade que está quase caindo na cabeça dos policiais.



Após as denúncias, uma onda de manifestos tomou conta das ruas de Óbidos. Durante uma manifestação, moradores colocaram pneus, restos de madeira, entre outros objetos, no meio de uma rua e atearam fogo. O caos se espalhou por toda cidade. Apreensivos, os órgãos de segurança controlaram a propagação das chamas.

Moradores revoltados com descaso taparam buracos das ruas com areia
Moradores revoltados com descaso taparam buracos 
das ruas com areia

Informações dão conta de que o prefeito Mario Henrique (PMDB) sumiu da cidade, há vários dias a população não via a cara do gestor municipal. Segundo um grupo de moradores, os vereadores da base aliada do Governo não tinham contato com ele.



Depois de tanta pressão, o prefeito Mário Henrique saiu da toca e apareceu na cidade. Ele atendeu um grupo de manifestantes e o clima esquentou pra cima dele.  A população reivindica melhorias nas ruas da cidade que estão praticamente intrafegáveis. De tão problemática, um morador falou que a cidade parece não ter administrador.

Entre outras classes, os Mototaxistas participaram da manifestação pedindo melhorias na cidade. Agentes de saúde do Município entraram em greve pedindo melhorias salariais e na saúde. Durante os protestos, ruas foram interditadas por populares, com o intuito de chamar a atenção do Prefeito. Professores com salários atrasados saíram em caminhada. A população se reuniu e, por meio de carros de mão começaram a tampar buracos pelas ruas da cidade.



Os vereadores da cidade estão insatisfeitos com a atuação do prefeito Mário Henrique, que pediu uma trégua de 15 dias para resolver a situação de calamidade em que o Município se encontra.


Denúncias dão conta de que na divisa do município de Óbidos com Oriximiná alunos pararam de estudar e outros já estão atravessando a fronteira do Município para estudar na cidade vizinha.

Um acidente com vítima fatal, no centro da cidade, teria sido um agravante para que acontecesse essa manifestação na Avenida Nelson Sousa. Duas motos tentaram desviar dos inúmeros buracos e acabaram se chocando de frente. Uma passageira faleceu na hora e a outra ficou com a perna quebrada.  Outras vítimas foram enviadas para o Hospital Municipal de Santarém.

PROTESTO TAMBÉM EM ORIXIMINÁ: Professores do município de Oriximiná, no Oeste do Pará, ocuparam o prédio da Prefeitura da cidade na manhã de terça-feira, 13. Os manifestantes protestaram contra um decreto publicado pelo prefeito Luiz Gonzaga Viana, que reduz os gastos da folha de pagamento, estabelecendo cortes em várias gratificações dos servidores municipais. Devido a manifestação, as aula foram paralisadas. Os servidores se reuniram inicialmente na Casa da Cultura do Município, em seguida caminharam em direção à Prefeitura. Ao saber do manifesto, outros servidores efetivos (uma minoria), aderiram à causa e também seguiram para a Prefeitura. “Disseram pra gente que não vamos mais receber horas extras para trabalhar aos sábados e domingos na feira municipal, mas que devemos continuar trabalhando. Isso é um absurdo”, garante uma auxiliar de serviços gerais que preferiu não se identificar.

RG 15/O Impacto
Reações:

0 comentários: