quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Manaus ganha voo direto para a Europa a partir de Lisboa

Aeronave A-320, da TAP. Foto: Divulgação/TAP

São quatro voos semanais para a Região Norte, sendo dois para Manaus, na companhia aérea TAP

MANAUS - Em dezembro, a capital do Amazonas estará ligada a Lisboa em voo direto a partir da companhia aérea TAP. A informação é prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, ao prospectar 20 bilhões de euros em investimento para Manaus durante reunião com 40 investidores, em Portugal, nesta quarta-feira (11).
Aeronave A-320, da TAP. Foto: Divulgação/TAP
De acordo com representante da TAP, Luiz Mor - cuja sigla significa Transportes Aéreos Portugueses -, serão quatro voos semanais para a região Norte, sendo dois para Manaus. O estudo inicial prevê dois voos semanais para Manaus e dois para Belém. “A empresa está em processo de privatização e vê no Norte do Brasil um grande destino turístico e executivo, por conta da Zona Franca de Manaus [ZFM]”. Ele adiantou que a empresa tem intenção de vender bilhetes a partir do primeiro dia de dezembro, “para aproveitar as festas de final do ano”.
Para o operador de turismo português, Fernando dos Santos, existe um grande interesse na Europa pelo turismo na Amazônia e que Manaus está geograficamente melhor localizada para ser um polo de destino e ligação para os países da Europa. “Muitos operadores de cruzeiro querem chegar a Manaus e, com estas informações que foram apresentadas, devem prospectar novos investimentos locais. O voo direto também vai ajudar muito neste sentido”.
O prefeito de Manaus está em Lisboa para o Seminário de Oportunidades para Novos Investimentos no Amazonas, que divulga o modelo ZFM, em Portugal. O Polo Industrial de Manaus (PIM) gera arrecadação de R$ 9 bilhões anuais, segundo o titular da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), Thomaz Nogueira, e " boa parte é reinvestida na região para o fomento de novos negócios".
Entre os 40 investidores portugueses presentes na reunião estavam empresários, banqueiros, representantes de fundos de investimento, operadores de turismo e da rede hoteleira. Todos demonstraram interesse em saber mais sobre a única cidade-sede da Copa do Mundo de Futebol, em 2014, na Região Norte.
O prefeito ressaltou que, hoje, Manaus tem o segundo maior polo industrial do País, "com riquezas inesgotáveis para o turismo". Arthur defendeu a cidade como um "centro de ligação com boa parte da América do Sul e com os Estados Unidos".
Reações:

0 comentários: