terça-feira, 19 de novembro de 2013

A professora Raimunda Monteiro foi eleita reitora da Universidade Federal do oeste do Pará

A votação aconteceu durante todo o dia de ontem nos oito municípios onde estão os polos da Universidade Federal do Oeste do Pará, a Ufopa, que é sediada em Santarém e está em Monte Alegre, Alenquer, Almeirim, Oriximiná, Juruti, Óbidos e Itaituba.

Depois do lacre das urnas, que foram encaminhadas para Santarém, foi iniciado o processo de apuração e, já com menos de 85% dos votos apurados, o resultado parcial já apontava a vitória da professora Raimunda Monteiro, que disparou na frente, abrindo diferença de mais de mil e cem votos contra a composição segunda colocada.

A professora Raimundinha, como é mais conhecida, encabeçou a chapa “Gestão Participativa com Excelência” e disputou a reitoria da Ufopa com o ex-coordenador do Campus da UFPA em Santarém, professor Aldo Gomes Queiros. Raimunda Monteiro é graduada em Jornalismo, atuou como professora na Universidade de Brasilia e Unama, antes de ser concursada pela Universidade Federal Rural da Amazônia.
Mestre em Planejamento de Desenvolvimento Regional e Doutora em Ciências do Desenvolvimento Socioambiental, ambos cursados no Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, da Universidade Federal do Pará. Por sete anos, Raimundinha atuou como coordenadora do PDA, do Ministério do Meio Ambiente e dirigiu o Fundo Nacional do Meio Ambiente e também foi a primeira diretora-presidente do Instituto de Desenvolvimento Florestal do Pará, o Ideflor, e, por fim, participou dos estudos do Zoneamento Econômico e Ecológico da BR-163 e influenciou na criação de unidades de conservação no oeste do Pará, com estudos assessoramento aos movimentos sociais e consultorias institucionais.

A nova reitora da Ufopa também foi a primeira vice-reitora Pro-tempore da Ufopa, mas renunciou ao cargo incompatibilidade de idéias. No Instituto de Ciências da Sociedade, da Ufopa, contribuiu na criação do Programa de Economia de Desenvolvimento Regional. Eleita representante docente na Consun Pro-tempore, defendeu a transparência e a democracia na gestão. Atualmente Raimunda Monteiro é professora associada I, nos cursos de Ciências Econômicas e Gestão Pública e coordena o Observatório de Economia da Amazônia e Desenvolvimento Regional.
Reações:

0 comentários: