terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Câmara Municipal de Itaituba deu início ao ano legislativo 2014

Foi mais ou menos como o dia de hoje, o retorno da Câmara Municipal: sessão solene fria e nublada.

Somente mais ou menos metade das galerias foi ocupada, o que demonstra que os vereadores precisam se esforçar para fazer com que volte a haver interesse pelas sessões.

Dos quinze, somente oito edis comparecera.

O presidente Wescley Tomaz, Maria Pretinha, Célia Martins, Isaac Dias, Manoel Diniz, Nicodemos Aguiar, Toínho Piloto e Orismar Gomes foram os presentes.

João Paulo Meister, Cebola, Iamax Prado, Dadinho, Dirceu Biolchi, Manoel Dentista e Diomar Figueira gazetearam, pois nenhum deles mandou justificar a ausência. Iamax ainda chegou a estar no prédio da Câmara, mas, não foi ao plenário.

Hoje, o presidente Wescley Tomaz resolveu fazer diferente do usual, pois ao longo dos anos a Mesa Diretora tem convidado um dos vereadores para ser o orador oficial em nome da Casa de Leis. Hoje, todos falaram. Houve momentos em que parecia mais uma sessão ordinária.

O vereador Manoel Diniz foi o primeiro a se pronunciar. Ele disse que o povo espera mudanças de parte dos vereadores, no ano que se inicia. Espera o vereador do PMDB, que o legislativo cumpra o seu verdadeiro papel, que é fiscalizar o Executivo.


O vereador Isaac Dias, líder do PSB, falou que o verdadeiro aliado de um governo é aquele que tem coragem de mostrar os problemas que existem, como forma de colaborar para que sejam solucionados, em vez de ficar tentando esconder os fatos. Ressaltou que é importante para os vereadores se lembrarem, sempre, que ninguém pediu para nenhum deles ir para a Câmara. Foram eles que foram, de casa em casa pedir votos. Por isso, precisam ter consciência do verdadeiro papel que cabe a cada um deles.

Já Nicodemos Aguiar, do Solidariedade, não quis nem saber se era sessão solene, ou não. Criticou pesado o governo municipal, citando por exemplo, os problemas das estradas vicinais que a prefeitura alega ter recuperado, mas, passou apenas uma máquina sem colocar piçarra. O resultado, disse ele, é que  muitas delas ficam intrafegáveis depois de uma chuva. Citou a experiência que teve domingo passado, na estrada do Farturão, na qual seu carro ficou atolado. Pegou carona de moto com um conhecido, e caiu de tão lisa que estava a vicinal.

Depois de ter ouvido alguns colegas fazer críticas leves contra o movimento que promete interditar do Porto da Balsa e a Transamazônica, Nicodemos manifestou total apoio ao Fórum de Entidades e a quem mais estiver junto.

Já a vereadora Célia Martins (PMN), defendeu o governo, mesmo tempo em que criticou o movimento pela interdição da Transamazônica, achando que as pessoas deveriam esperar passar o inverno para que o 8º BEC possa fazer um trabalho duradouro naquela via.
Entre os vereadores, o presidente da Casa, Wescley Tomaz foi o último a falar.

Ele falou que embora seja a Transamazônica uma responsabilidade do governo federal, a Câmara de Itaituba não se furtou ao debate sobre o assunto. Só ele participou de algumas reuniões em Brasília, junto ao Ministério dos Transportes, para tentar encontrar uma solução.

Wescley também abordou os problemas existentes no prédio do 15º Batalhão de Polícia Militar, citando textualmente que está para desabar sobre a tropa. Aproveitou para dar uma cutucada no deputado estadual Hilton Aguiar, quando falou que embora o prédio esteja nessa situação, tem gente que está preocupada é em transferir o comandante.

O secretário de Meio Ambiente, Valfredo Marques Jr. representou a prefeita Eliene Nunes, tendo falado em nome dela. Valfredo chamou a chefe de gabinete, Fátima Rosa, para também fazer uso da tribuna.
Depois foi servido um coquetel para os presentes.

Neste terça-feira já acontecerá a primeira reunião ordinária, a partir de 9:00.

Fonte: Blog do Jota Parente

Nenhum comentário: