Postagem em destaque

Helder deve ser julgado nesta quinta-feira pelo TRE

Ministro é acusado de abuso de uso indevido dos meios de comunicação O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho (PMDB), dever...

segunda-feira, 7 de abril de 2014

SBT é pressionado e afasta Rachel Sheherazade, temendo prejuízo milionário


Reprodução/SBT
Após muito ser pressionado, O SBT decidiu temporariamente afastar Rachel Sheherazade da emissora, alegando que ela está de férias. Mas a realidade é que a âncora e comentarista do "SBT Brasil" há tempos vinha causando tumulto com seus comentários polêmicos.
Por conta de alguns desses comentários - quando Rachel defendeu em fevereiro a ação de três homens no Rio, que acorrentaram um suposto infrator nu a um poste e o espancaram - o SBT está sob investigação por apologia ao crime pela Procuradoria Geral da República e pode ter R$ 150 milhões em verbas publicitárias governamentais cortadas.
Enquanto o SBT afirma que a jornalista irá retornar às suas atividades no dia 14 de abril, a própria adiantou aos fãs que seus dias estão contados. “Gente boa, tenho certeza que meus dias estão contados. Mas enfim, vou para o youtube se isso acontecer" revelou em seu perfil do Facebook.
Relembre as polêmicas
Além da polêmica de fevereiro, Rachel já soltou diversas ideias que geraram o apoio dos fãs e por outro lado causaram revolta  não só nos defensores dos Direitos Humanos. 
Em maio de 2013, o jornal "Folha de Sáo Paulo" informou que um grupo de funcionários do SBT teriam feito um abaixo-assinado dizendo que a âncora não os representava.
No mesmo ano, ela foi advertida por executivos da Jequiti por se declarar a favor de testes cosméticos em animais. Um grupo de ativistas pediu, em um abaixo-assinado, a saída de Sheherazade da emissora.

Muitos internautas ainda questionaram o seu apoio às atitudes "rebeldes" de Justin Bieber (que já foi preso por dirigir em um racha alcoolizado), fazendo um apelo para que entendessem o garoto pois ele "é adolescente", em contraste à sua opinião das justiças com as próprias mãos do chamado "marginalzinho".
Reações:

0 comentários: