segunda-feira, 19 de maio de 2014

Promotor que atuou em Itaituba e região morre em acidente

Promotor Jorge Delano

O corpo do Promotor de Justiça Jorge Delano da Silva, 41 anos, foi velado no auditório do edifício-sede do Ministério Público do Pará, na Cidade de Maracanã, nordeste do estado do Pará, na noite de sábado, 17. O titular da promotoria de Maracanã foi encontrado morto na manhã de sábado, após um acidente de carro ocorrido na sexta-feira, 16, quando se deslocava para Belém.
O acidente ocorreu na PA-320, Curva do Abacate, trecho que fica entre 
Jambuaçu e o município de Igarapé-Açu, sentido Castanhal.
No acidente, faleceram ainda a servidora do MPE, Leila do Socorro do Nascimento da Silva, e o oficial de Justiça de Maracanã, Clemente Oliveira dos Anjos.

Os três foram encontrados mortos na manhã de sábado, no interior do carro do Promotor, dentro do igarapé da Curva do Abacate, na localidade de Jambuaçu, zona rural de Igarapé-Açu.
INQUÉRITO: A Polícia Civil instaurou inquérito policial para apurar as circunstâncias das mortes de Jorge Delano; do servidor do fórum de Maracanã, Clemente Oliveira dos Anjos, e da secretária do Promotor, Leila Marques.
Segundo a Polícia Civil, as suspeitas são de acidente, mas somente a perícia poderá informar por meio do laudo do local do fato. Jorge Delano era Promotor de Justiça em Maracanã há dois anos.
As suspeitas preliminares são de que o carro tenha saído da pista, ao passar na curva, pois a estrada estaria alagada, por conta do transbordamento do igarapé. Aparentemente, informaram os peritos, as vítimas morreram por afogamento, já que não havia indícios de morte violenta.
AMIGOS DE PROFISSÃO SE MANIFESTARAM: Durante o velório do Promotor de Justiça em Belém, família, membros e servidores do Ministério Público prestaram homenagens e deram seus depoimentos.
O presidente da Associação do Ministério Público, Dr. Samir Tadeu Moraes Dahás Jorge, disse que o acidente “foi uma grande tragédia que abateu a todos, o que demonstra que a nossa carreira sempre envolve riscos em todos os sentidos. Muitas associações nacionais já mandaram mensagens de solidariedade pela perda do colega. A morte de Delano trouxe um grande abatimento a todos”.
O promotor de Justiça, Dr. Ney Tapajós Ferreira Franco, disse emocionado em seu depoimento “eu e Jorge somos do mesmo concurso de 2002 e assumimos o cargo em 2004. Ele era carismático, daquelas que conquistava a todos com facilidade, por ser uma pessoa extraordinária e cativante. Estava muito feliz com a paternidade recente. É uma grande perda”.
“Entramos juntos no Ministério Público do Estado em 2003, após aprovação no concurso de 2002. O Delano era um grande amigo e um excelente colega de trabalho. Uma pessoa que estava sempre de bem com a vida, disposto a colaborar. É uma perda muito grande para o Ministério Público e a sociedade, para sua família e amigos”, disse comovido o Promotor de Justiça, Dr. Afonso Jofrei Macedo Ferro.
Segundo a servidora Rejane Silva, Delano nasceu em Santarém. Foi Promotor de Justiça de Monte Alegre por um determinado período e teve excelente atuação, sendo agraciado com título de cidadão montealegrense. “Ele era muito ético e a política do seu trabalho prezava sempre pela qualidade. Dizia que o seu trabalho era sempre em benefício da sociedade. Ele tinha essa preocupação, tratava bem qualquer pessoa, qualquer cidadão. Essa era sempre a sua maior preocupação, atender bem a sociedade, esse era o seu perfil”.
CARREIRA: Jorge Delano tinha 11 anos de carreira. Foi nomeado em 2003. As primeiras promotorias nas quais atuou foram em Itaituba e Novo Progresso. Em 2007 foi promovido pelo critério de antiguidade à 2ª entrância. Durante sua carreira atuou em várias promotorias, tais como Altamira, Santarém, Faro, Uruará, Terra Santa, Brasil Novo, Alenquer, Monte Alegre. Em 2008 foi coordenador da Região Administrativa Sudoeste II.
Fonte: RG 15/O Impacto

Nenhum comentário: