Postagem em destaque

Helder deve ser julgado nesta quinta-feira pelo TRE

Ministro é acusado de abuso de uso indevido dos meios de comunicação O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho (PMDB), dever...

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Avião é metralhado e bando leva R$ 600 mil

Um assalto cinematográfico praticado com uma quadrilha especializada em roubos de valores movimentou o pequeno aeroporto do município de São Félix do Xingu na região sul do Estado na manhã de ontem.
O monomotor Senica, prefixo PT/RVQ, de uma empresa particular, transportava elevada quantia em dinheiro para a agência do Banco do Brasil do município de São Félix do Xingu quando foi tomada de assalto no momento em que “taxiava” no pequeno aeroporto. O comandante Marcelo Tosin relatou, na delegacia de São Félix, ao delegado Lenildo Mendes dos Santos, que estava em companhia do co-piloto e dois seguranças quando três homens com roupas camufladas do Exército e encapuzados saíram de dentro do mato que cerca o aeroporto e atiraram contra a aeronave.
Um dos homens se aproximou da cabine do piloto gritando “Para, para”, sendo obedecido e, em seguida, sempre sob miras de armas identificadas como “longas”, na verdade fuzis e metralhadoras, abriu a porta sendo rendidos os quatro ocupantes da aeronave e os dois seguranças. Todas as armas foram roubadas. Os assaltantes mandaram as vítimas descerem e ficarem deitados no chão ao lado da aeronave enquanto se apoderavam do malote com dinheiro, que seria para abastecer a única agência do Bando do Brasil no município de São Félix do Xingu.
O piloto disse ainda que faz este transporte para o município há oito anos e, na delegacia não conseguiu descrever os assaltantes, uma vez que estavam encapuzados e um deles falava com sotaque espanhol. O assalto durou pouco mais de cinco minutos e as vítimas perceberam a presença de um veículo chegando no local. Um dos assaltantes ordenou que os quatro ocupantes do avião saíssem com as mãos na cabeça e entrassem no mato enquanto fugiam no veículo que tinham como apoio.
O comandante disse que não sabia o montante levado pelos assaltantes. Uma fonte consultada pelo DIÁRIO adiantou que seriam R$600 mil, no entanto outra informação dá conta que cerca de R$1milhão foram levados pelos assaltantes no assalto.
Pelas informações levantadas a quadrilha era composta de pelo menos seis homens que utilizavam armas de grosso calibre e um deles falava sempre com sotaque espanhol, levando a polícia acreditar que pode ser um remanescente de outra quadrilha que praticou assalto semelhante na cidade de Itabaporã no Mato Grosso onde cinco comparsas morreram durante uma troca de tiros com a Polícia Militar do Mato Grosso.
A aeronave ficou bastante avariada com os tiros que atingiram a parte do motor e sem poder voar foi recolhida no aeroporto de São Félix do Xingu onde deve passar primeiro por perícia e depois verificar se há possibilidade de ser recuperada.

(Diário do Pará)
Reações:

0 comentários: