Postagem em destaque

Helder deve ser julgado nesta quinta-feira pelo TRE

Ministro é acusado de abuso de uso indevido dos meios de comunicação O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho (PMDB), dever...

sexta-feira, 18 de julho de 2014

MPE determina suspensão das atividades do frigorífico Friara

A polêmica criada em torno dos frigoríficos da cidade que estariam funcionando descumprindo alguns itens da legislação em vigor já se arrasta por algum tempo e culminou nessa semana com o fechamento do Frigorifico Araticum (Friara).
A decisão foi tomada baseada num parecer do Ministério Público do Estado (MPE), que recomendou a paralisação da atividade do Friara, que estaria trabalhando com o registro do Serviço de Inspeção Municipal (SIM) cancelado pela secretaria de agricultura do município. Foi o que embasou o parecer do MPE. E, nesta quinta- feira (17), a Procuradoria Jurídica do Município (PJM) se manifestou pela primeira vez sobre esse assunto.
O procurador Jairo Araújo disse que a responsabilidade do município é apenas em fiscalizar as questões técnicas e jurídicas para saber se as normas legais estão sendo obedecidas. O procurador disse que espera que o Friara regularize logo a sua situação para voltar a funcionar, e também comentou a participação do MPE nessa decisão de suspender as atividades do Frigorifico Friara.
Por outro lado, a diretora administrativa do frigorífico, Alteviana Prado, que é filha do proprietário João Altevi do Prado, alegou, em entrevista concedida às emissoras locais de televisão, que a empresa vem sendo sistematicamente ‘massacrada’ em um sucessivo processo de perseguição. “Por várias vezes, nós fomos procurados com novas exigências, e cumprimos com todas elas.
A nossa documentação está completa, não há nenhuma restrição. Temos tudo devidamente legalizado, mas acreditamos que há um verdadeiro complô que tenta desestabilizar a empresa. Agora, só temos a recorrer junto à Justiça para que sejam tomadas as devidas providências, já que queremos apenas contribuir com Itaituba”, disse Alteviana.

A manifestação dos funcionários do frigorífico Friara aconteceu ontem pela manhã em frente ao Fórum de Justiça e teve apoio de vários donos de açougues, que deram sua opinião sobre o caso. Segundo eles, a suspensão das atividades do Friara deixa espaço para um possível aumento no preço da carne bovina, o que vai prejudicar seriamente o consumidor local. (Com informações de Weliton Lima - TV Tapajoara)
Reações:

0 comentários: