segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Falta de energia atrasa prova do concurso do TJ-PA em Santarém

Confusão irritou alunos, que carregaram cadeiras para outro prédio.
Candidatos reclamaram de falta de organização.

A falta de energia na manhã deste domingo (10) causou atraso no início da prova do concurso público para o Tribunal de Justiça do Pará (TJ-PA), realizado no prédio do campus da Universidade Estadual do Pará (Uepa), em Santarém, oeste do estado. Com isso, os candidatos tiveram que ser remanejados para o prédio novo que fica no mesmo terreno, onde não estava programada a realização do exame.

Candidatos carregaram cadeiras para o outro prédio da Uepa (Foto: Karla Lima/G1)
A prova estava prevista para iniciar às 8h. O atraso gerou reclamações dos candidatos, que se sentiram desrespeitados e acusaram falta de organização e muitos sugeriram o adiamento. Com a mudança de espaço para fazer a prova, os candidatos tiveram que carregar as cadeiras para o outro prédio.
A administradora Mariluce Freitas veio de Itaituba fazer a prova e reclamou. “Tenho prova para a tarde e fica inviável me locomover de uma instituição para a outra. Falaram que vão abrir minha prova no segundo local e trazer para cá”.
Um dos fiscais da prova disse que a falta de energia foi causada por um urubu que pousou na fiação elétrica.
A energia elétrica foi restabelecida às 8h25, dando início ao exame.
No IFPA, onde também foi aplicada a prova, candidata usava telefone celular (Foto: Karla Lima/G1)No IFPA, onde também foi aplicada a prova, candidata
usava telefone celular 
Em outro local de prova, o Instituto Federal do Pará (IFPA), uma candidata dentro da sala mandava mensagem de um telefone celular para outra que estava na Uepa. Na mensagem, a candidata reclamava. "Pior pow, despreparo isso (sic)". E completava. "Eu tô clandestina no celular".
Além da Uepa e IFPA, as provas foram realizadas em outros três locais em Santarém, e mais cinco municípios paraenses.
Em nota, a concessionária de energia elétrica Celpa informou que "por volta de 7h15 da manhã, recebeu um chamado de falta de energia no bairro Aparecida. Quando as equipes chegaram ao local, perceberam que a causa do problema foi acidental devido a um    desligamento automático causado por urubu na rede. Assim que o problema foi identificado os técnicos trabalharam na solução e, exatamente às 8h12, o fornecimento foi restabelecido na área".

Nenhum comentário: