segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

AVEIRO: PROFESSORA MATA NAMORADO DE 16 ANOS COM FACADA NO CORAÇÃO.

professora confessou ter matado namorado de 16 anos

O enredo da história de amor tinha tudo para acabar em final feliz, apesar da diferença de idade . Ele 16 anos, ela 31.  O problema do casal é um problema da maioria dos casais. Ciúme doentio e amor possessivo. 


Eles estavam namorando há pouco tempo e na madrugada deste domingo(15)  o conturbado relacionamento terminou em tragédia. 
  
 As brigas tiveram início numa festa em que o casal participava,  e em dado momento Ednaira   Mercês Cavalcante, professora, 31 anos,  uma das coordenadoras do  Sintep  de Aveiro,  foi dançar com um amigo e Jackson Ricardo enciumado resolveu ir embora sozinho.
marcas da agressão feita pelo namorado

 
A professora foi atrás e ainda na rua  iniciaram um bate boca,  com a professora sofrendo agressões físicas. 
  Em casa a briga continuou com agressões mútuas e em dado momento a professora desferiu um único golpe certeiro com uma faca de serra (caseira) no peito acertando pulmão e coração da vítima que mal deu entrada no Hospital de Aveiro veio a falecer.
 
Ela apanhou muito antes de desferir a facada
 
O crime ocorreu por volta de três da madrugada de sábado(14) para domingo(15).  Ao perceber que havia matado o namorado a professora  levou seus dois filhos menores(2 e 6 anos) para a casa de uma amiga.  

Os filhos são do relacionamento  com outro homem de quem estava separada e estava namorando Jackson.   Presa ela foi encaminhada para Itaituba aonde prestou depoimento ao escrivão Haroldo. 
 
Escrivão e investigador de Aveiro
 
A principio usou a tese de que seria suicídio afirmando que seu namorado tinha se matado, mas o policial usando de sua experiência e uma certa estratégia psicológica não aceitou a versão e fez sucessivas perguntas que acabaram induzindo Ednaira  a confessar que  de fato ela tinha assassinado Jackson, mas alegou que estava sendo espancada por ele e se tratou de legítima defesa.
 
corpo da vitima na lancha da ação social de Aveiro
 
O corpo da vitima chegou  por volta de meio dia deste domingo (15) em uma lancha da Ação social de Aveiro acompanhada por membros do Conselho Tutelar. 
 O IML levou o corpo de Jackson para pericia já que havia uma versão inicial de suicídio, mas o lado oficial determinará o encaminhamento da situação.    
agressão no pescoço...

A professora teve contra si a lavratura do flagrante e será encaminhada a Cadeia Pública por crime de homicídio .  O caso foi trazido para Itaituba pelo escrivão Manuel Filho e pelo investigador Antônio Lira lotados na delegacia de Aveiro.

Crédito do texto e fotos-Nazareno Santos

Nenhum comentário: