segunda-feira, 6 de abril de 2015

A Corrida Pra Prefeito Já Começou em Itaituba?

Por Gilson Vasconcelos e reescrito por Neemias Cordeiro.
As movimentações nos bastidores da politica itaitubense se intensificam e a cada momento, surgem nomes e partidos que estarão na disputa eleitoral de 2016, nomes como o da prefeita Eliene Nunes, do ex-prefeito Valmir Climaco, do deputado Hilton Aguiar dos empresários Paulo Gilson, Ivan D’almeida  entre outros.
A mobilização  em torno de 2016 segue a todo vapor em ritmo frenético.  
Analisemos então uma grade com 10 nomes e partidos dos quais cada um tem seu capital político, sua história e seu projeto para se tornarem prefeito (a) ou não de Itaituba .
Eliene Nunes (PSD) por ser prefeita naturalmente é a primeira da lista, que deverá estar construindo e repactuando suas alianças políticas para tentar conseguir mais consistência em busca da reeleição. Professora, servidora pública é a primeira mulher eleita para o executivo nas eleições de 2012. infelizmente por inexperiência ou por incompetência ou até mesmo má fé, a prefeita está entre os piores Gestores que já assumirão esse mandato em Itaituba, mais como todo politico que se prese não pode deixar de ter "aliados" de conveniência que sempre estão do lado do poder não para mostrar os defeitos e sim para manquear ou até mesmo esconder uma situação de insatisfação por parte da população, nesse atual governo não seria de outra forma e a prefeita que está mais sem rumo que seus assessores vem tratando a politica de forma ditatorial, perseguindo aqueles que fazem criticas ao seu governo, por menor que elas sejam.
e grande verdade hoje é que ela terá de lhe dar com essas indiferenças do eleitor que acreditou que "ELA SABIA COMO FAZER E IA FAZER" Mais que agora não sebe mais. 
Valmir Climaco (PMDB) ex-prefeito de Itaituba, porém nunca foi eleito para o cargo, poderá está concorrendo ao cargo do executivo pela quarta vez, tentando assim ser eleito pela primeira vez. Este ainda faz morada no PMDB, mas existe a possibilidade de está mudando de casa com mudanças para o Solidariedade.

Paulo Gilson, empresário da construção, também estará  colocando o seu nome para apreciação do eleitorado itaitubense, recentemente estava filiado ao PSD, partido da atual prefeita Eliene Nunes. Paulo Gilson estuda a possiblidade de retornar para o PPS ou ingressar em outro partido, contudo afirma o seu desejo de ser candidato nas próximas eleições.
Hilton Aguiar (SD)  Eleito Deputado Estadual para o seu segundo mandato, nas últimas eleições conseguiu-se destacar e ser uma surpresa nas eleições, já que muitos não apostavam em sua reeleição na Assembleia Legislativa do Pará. Especula-se que seu nome possa está inserido nesse contexto em torna-se prefeito de Itaituba.
Ivan D’almeida,  empresário em vários segmentos, ainda não definiu para qual agremiação partidária irá se filiar, porém existem rumores de que ele poderá está ingressando no PMDB partido este que já tem os caciques Valmir Climaco e Roselito Soares.
Davi Menezes empresário no setor de informática já é chamado de SUPER D, pois procurar estar atuando dentro tudo enquanto é segmento da medicina, engenharia, mídias sociais e televisivas, movimentos sociais, festas etc é quase uma onipresença em todos os movimentos governamentais e não governamentais, seu nome é especulado para uma futura candidatura, não se tem conhecimento se está ou filiado a algum partido politico.
Margarete Soares, ex-primeira dama de Itaituba, mulher do ex-prefeito Roselito Soares, esta filiada no PMDB. Porém é tida como a principal responsável pelo processo que culminou com a cassação do mandato de prefeito do seu marido no ano de 2010.
Leonard Cabral um nome ainda novo dentro do PSB, esteve candidato a deputado estadual nas ultimas eleições, porém não conseguiu ser eleito, mas mostrou-se satisfeito com o resultado alcançado, haja vista é a primeira vez que entra diretamente numa disputa eleitoral.
Isaac Dias (PSB) professor, sindicalista e vereador. Eleito nas eleições de 2012 pela primeira vez, tem tido uma boa atuação no legislativo municipal e diz também ter pretensões ao executivo municipal.
Edilson Botelho ex-prefeito de Itaituba, sua gestão foi marcada por ter sido um bom administrador, porém isolou-se do povo é o povo o reprovou por está atitude nas eleições seguites.
Todos esses cenários criados são apenas iniciais e deverão evoluir para possíveis alianças ou para novos nomes que poderão surgir até setembro de 2015, prazo limite para as novas filiações que poderão concorrer ao pleito de 2016.
O certo é que será uma disputa bastante concorrida de um lado estando o atual governo que  está construindo e repactuando suas alianças políticas, e do outro lado o antigo governo tentando voltar ao poder, além de novos nomes  que surgem almejando sentar na  cadeira do executivo municipal.
Mas ainda existe a possibilidade da Câmara Federal aprovar as eleições municipais em 2018, para unificar os mandatos em cinco anos, como esta sendo cogitada a reforma política, caso isso aconteça os brasileiros não irá às urnas no ano de 2016 para escolher seus representantes municipais. A ideia é que em 2018 sejam realizadas eleições gerais com mandatos de cinco anos.
Sendo assim os atuais prefeitos e prefeitas, vereadores terão seus mandatos aumentados em mais dois anos.

Como podemos ver 2016 já está bem vivo. E olha que nem chegamos à metade de 2015.
Reações:

0 comentários: