terça-feira, 19 de maio de 2015

Avião carregado de droga preso no Interior do Ceará pode ter passado por Itaituba!

Polícia Federal estima que o avião continha cerca de 300 quilos de droga (Foto: Polícia Federal/Divulgação)

O piloto e o proprietário do avião carregado com 361,7 kg de cocaína apreendido no sábado (16), no município de Pedra Branca, no Ceará, já foram identificados pela Polícia Federal. Segundo o delegado responsável pelas investigações, Janderlyer Gomes de Lima, a aeronave está no nome de uma empresa.
O cloridrato de cocaína, uma cocaína mais refinada, segundo o delegado, veio para o Ceará a partir da Região Norte do país. Há a possibilidade de que o carregamento tenha vindo diretamente da Bolívia, para distribuição no Ceará e, talvez, para o exterior. “Era uma droga já processada, já refinada. Acreditamos em uma conexão com o exterior” , disse o delegado.
A Polícia Federal trabalha agora na identificação das demais pessoas envolvidas com este carregamento. Este é o segundo carregamento de drogas apreendido no estado, em 2015, transportado por aeronave. A polícia não descarta conexão entre os dois casos.
“Existe certa semelhança entre o material que foi apreendido em Canindé [em maio] e nesta ocorrência”, disse o delegado de combate ao crime organizado, Wellington Santiago. O delegado, no entanto, ressalta que afirmar qualquer conexão neste momento seria “prematuro”. Para a apreensão do entorpecente, a PF contou com a colaboração da Polícia Militar e do Ciopaer.
 PF apreende avião carregado de droga no interior do Ceará
Polícia Federal estima que aeronave tinha cerca de 300 quilos de cocaína.
Este foi o segundo avião carregado de droga apreendido no Ceará no ano.
Polícia Federal estima que o avião continha cerca de 300 quilos de droga (Foto: Polícia Federal/Divulgação)
A Polícia Federal apreendeu uma aeronave modelo Cesna carregada de droga em uma localidade próxima ao município de Pedra Branca, no interior do Ceará. Os policiais ainda não fizeram a pesagem da droga, mas estima que seja cerca de 300 quilos de cocaína.
Ainda segundo a Polícia Federal, os suspeitos de tráfico fugiram quando perceberam a operação, realizada em parceria com a Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) e Polícia Militar.
Segundo caso no ano
Este foi o segundo caso de avião carregado de drogas apreendido no Ceará em 2015. Em abril deste ano, a Polícia Federal prendeu quatro pessoas que recebiam drogas de um avião carregado nas cidades de Canindé e em Boa Viagem. Além de a droga e do GPS, foram encontradas uma pistola, celulares, um mapa de navegação da Bolívia e do Paraguai e um plano de voo. Os entorpecentes estavam divididos em sete malas.
Antes de pousar em Canindé, o avião parou em outra cidade cearense, Boa Viagem, onde fez uma entrega de parte da droga a uma pessoa, que foi presa com uma mala de 30 kg de entorpecente. A partir dessa prisão, o avião e os possíveis locais de pouso foram monitorados. Uma hora e meia depois que aeronave pousou em Canindé para abastecer, o piloto foi preso por meio de denúncias de moradores de que havia uma pessoa à procura de combustível nos postos da cidade com roupa de piloto. O piloto da aeronave caminhava com uma mochila com  R$ 6.300.
Rota internacional do tráfico
O avião apreendido com 350 quilos de drogas na noite da terça-feira (14) na zona rural de Canindé, a 120 km de Fortaleza, faz parte de uma rota internacional de tráfico de entorpecentes, de acordo com as investigações da polícia. Segundo o tenente-coronel Assis Azevedo, comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar, o aparelho GPS encontrado na aeronave rastreou localizações entre outros países, como Bolívia, Argentina e Colômbia. “Pelos voos, tipo e quantidade de droga apreendida deve se tratar de uma rota internacional”, afirmou.


Reações:

0 comentários: