quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

TURISMO APROVA LIBERAÇÃO DE JOGOS DE AZAR

Pasta comandada pelo ex-presidente da Câmara Henrique Alves (PMDB-RN) prepara estudo que aponta que, dos 13 países da América do Sul, o Brasil e a Bolívia são os únicos que não possuem leis regulamentadoras dos jogos; entre os 193 países-membros da Organização das Nações Unidas (ONU), 75,5% têm o jogo legalizado e regulamentado; autor do projeto e presidente do PP, o senador Ciro Nogueira (PI) garante que o governo poderia arrecadar de R$ 18 bilhões a R$ 20 bilhões com a legalização

O Ministério do Turismo se posicionou a favor da legalização dos jogos de azar, bingos e cassinos, em tramitação no Congresso.
"A proposta do Ministério do Turismo é legalizar a exploração de jogos dentro de cassinos-resort, com regras claras de governança, e para isso está sendo elaborado um estudo de como esse modelo funciona no mundo", diz em nota a pasta comandada pelo ex-presidente da Câmara Henrique Alves (PMDB-RN).
Segundo reportagem de Vandson Lima, o estudo aponta que, dos 13 países da América do Sul, o Brasil e a Bolívia são os únicos que não possuem leis regulamentadoras dos jogos. Entre os 193 países-membros da Organização das Nações Unidas (ONU), 75,5% têm o jogo legalizado e regulamentado. Já entre os 156 países que compõem a Organização Mundial do Turismo, 71,1% têm o jogo legalizado e entre os 28,8% que não legalizaram a atividade, 75% são islâmicos.

Autor do projeto e presidente do PP, o senador Ciro Nogueira (PI) garante que o governo poderia arrecadar de R$ 18 bilhões a R$ 20 bilhões com a legalização.

Nenhum comentário: