terça-feira, 21 de junho de 2016

“Demorou mas que DEUS cuide de sua alma-“ Comentário no WhatsApp revolta PMs em Itaituba


“Demorou mas que DEUS cuide de sua alma-“ Comentário no WhatsApp revolta PMs em Itaituba

 Morte de Sargento repercute em Itaituba- Policiais Militares ficaram revoltados pelo comentário feito em um Grupo de  WhatsApp, por uma advogada.
O comentário feito após saber da morte do Sargento João Luiz em um grupo do whatsapp, foi postado  pela advogada  de Itaituba Dra. Cristina Bueno.
Após divulgado nas redes sociais (Facebook e WhatsApp), o comentário“Demorou mas que DEUS cuide de sua alma-“ onde o assunto era o Sargento Morto por Madeireiro em Novo Progresso  revoltou os Policias Militares naquela cidade.
Entenda o Caso –
Uma reunião foi feita pelos policiais militares na tarde desta segunda feira, onde os mesmos foram ate a delegacia de policia civil registrar um boletim de ocorrência contra a pessoa da advogada Cristina Bueno. Na reunião os policiais tomaram a decisão de que cada um faria um B.O repudiando a atitude da advogada em questão.
Os policias Militares também citaram um fato ocorrido na casa penal de Itaituba em que segundo eles a OAB defendeu a população carcerária, a intenção dele é chamar atenção  que deve ser feita uma defesa nos direitos humanos também para os policiais. Uma parceria que já esta fechada a muito tempo que é entre a policia militar de Itaituba e a OAB, também foi citada pelo cabo pontes que disse que não saberia o que poderia acontecer deste fato em diante.
ADVOGADA E A OAB DIVULGOU NOTA
NOTA DE ESCLARECIMENTO DA ADVOGADA CRISTINA BUENO SOBRE O MAL ENTENDIDO NO CONTEXTO “DEMOROU, EM UM GRUPO DE WHATSAPP.
OAB Itaituba
Ainda na tarde desta segunda feira (20), os advogados de Itaituba fizeram uma reunião para que fosse feita uma nota em defesa da advogada Cristina Bueno. A reunião aconteceu na sub seção da OAB de Itaituba na nota esta esclarecido que os fatos narrados foram interpretados de maneira equivocada e fora do contexto da conversa no grupo dos advogados.
Na nota também é afirmado que a anos a OAB sub seção Itaituba questiona a maneira truculenta em que é realizada as operações do IBAMA, colocando em risco a integridade física dos policiais que por força de lei fazem a segurança destas operações ambientais.
Os advogados também lamentaram a morte do sargento João Luiz que perdeu sua vida no exercício de sua profissão. A DRa Cristina Bueno quando questionada sobre o significado da palavra “demorou” naquele contexto, a  advogada disse que demorou para acontecer algo de ruim a alguma pessoa de bem e foi que aconteceu, a perda de um grande homem.
NOTA OAB

Por Redação Jornal Folha do Progresso com informações /plantao24horasnews.com.br/ Repórter Mateus Mendes

Nenhum comentário: