terça-feira, 27 de setembro de 2016

Ex-delegado é preso com 150 quilos de cocaína em avião em MT

Suspeito teria jogado avião contra policiais federais e do Gefron

Droga estava sendo transportada em uma aeronave, que foi apreendida
O ex-delegado da Polícia Civil de Mato Grosso, Arnaldo Agostinho Sottani, foi preso na segunda-feira (26), nas proximidades de Cáceres, pelo crime de tráfico de drogas. Segundo as informações, ele portava 150 quilos de cocaína.
Informações preliminares apontam que o ex-delegado estava numa aeronave usada a serviço do tráfico. Além do ex-delegado, outras pessoas foram presas no local, que é uma pista clandestina para pousos de aeronave.


                          Um dos traficantes levou um tiro na perna
Segundo o Gefron, assim que percebeu a presença de policiais, o piloto da aeronave direcionou a aeronave a eles e foi iniciada uma troca de tiros. No tiroteio, o piloto da aeronave acabou sendo baleado e encaminhado a um hospital na região.
Também foram apreendidos na operação um caminhão e um carro. A ocorrência será registrada na Polícia Federal de Cáceres.
                Outros dois integrantes da quadrilha também foram presos
Arnaldo Sotani foi preso pela primeira vez em 2010 por tráfico de entorpecentes. Na ocasião, foi flagrado transportando 57 quilos de cocaína numa aeronave no Estado de Goiás.
Porém, em 2012 foi absolvido por falta de provas.
Em 2013, ele foi afastado do serviço público por conta de um suposto envolvimento com roubo de gado em Mato Grosso. Na ocasião, ficou comprovado que ele recebeu propina de um fazendeiro para não investigar o roubo de 250 cabeças de gado.
Segundo o Gefron, nos últimos quatro anos Arnaldo Sottani estava atuando na cidade de Cáceres. A aeronave que ele pilotava ficava escondida numa propriedade rural em Poconé.

Fonte: FolhaMax
Reações:

0 comentários: