quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Índios urinam na entrada do Planalto em protesto contra PEC dos gastos

Cerca de 300 indígenas, segundo os organizadores, protestaram nesta terça-feira na entrada do Palácio do Planalto contra a proposta de emenda à Constituição (PEC) que limita o crescimento dos gastos públicos. Alguns urinaram no parlatório do palácio.
O protesto acabou por volta de 14h, e teve cerca de quatro horas de duração. O Planalto não estima o número de manifestantes. As entradas do Planalto ficaram fechadas e a segurança foi reforçada, inclusive na rampa do palácio.
Um represente da Secretária de Governo, Henrique Vila, manteve contato com os manifestantes.
Em documento entregue pelo grupo, os índios afirmam que são contra o “programa neo-liberal do governo” e “todo e qualquer retrocesso nos nossos direitos já conquistados, com muita luta e sangue derramado”. Eles pedem mais verbas para órgãos de demarcação de terra e também criticam o Poder Judiciário e o Legislativo, que dão o “aval” para o governo de Michel Temer.
Os indígenas identificam-se como sendo de tribos como pataxó, avá-canoeiro, kanfla, guarani, tumbalalá e krikatí. A manifestação começou por volta das 10h e não tem previsão de encerramento.
Todas as pessoas só podem entrar pelos fundos do Palácio do Planalto, por meio da garagem.

Fonte: O Globo

Nenhum comentário: