quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Petrobras não descarta cortes no preço da gasolina

O diretor de refino e gás da Petrobras, Jorge Celestino, disse nesta quarta (9) que a estatal pode reduzir novamente os preços da gasolina e do diesel caso as cotações internacionais permaneçam em queda. Ele lembrou que a avaliação é feita pela estatal uma vez por mês e considera, além do mercado internacional, o nível de importações pelos concorrentes da petrolífera.
 Na terça (8), a companhia anunciou corte de 10,4% no preço do diesel e de 3,1% no preço da gasolina. Foi a segunda redução em menos de um mês. Em entrevista para explicar a mudança, Celestino disse que as cotações internacionais dos derivados no mercado internacional caíram 12% desde a última reunião do grupo interno que avalia os preços dos combustíveis.
Reações:

0 comentários: