sexta-feira, 4 de novembro de 2016

PF combate fraude em licitações em Santa Isabel do Pará.

Investigação descobriu empresa montada para burlar processos licitatórios. Esquema funcionava foi descoberto em 2015
A Polícia Federal no Pará deflagrou a operação ‘Cheque em Branco’ para desarticular um esquema de corrupção em licitações na prefeitura de Santa Isabel, nordeste do Pará. A operação com o cumprimento de nove mandados de busca e apreensão e 19 conduções coercitivas em Belém e Santa Isabel começou no início da manhã desta sexta-feira (4).
Uma investigação iniciada em 2015 descobriu uma empresa que fraudava licitações municipais e subcontratava indevidamente serviços decorrentes das licitações. A polícia identificou pagamentos indevidos para funcionários públicos do município e pessoas ligadas a eles. A propina servia para facilitar a contratação e pagamentos referentes a prestação de serviços.
De acordo com a PF, entre os investigados estão o secretário de Transportes e o tesoureiro do município, além de funcionários ligados à área de licitação da prefeitura. Também estão os envolvidos na investigação o filho do prefeito do munícipio, Gilberto Pessoa, e a filha do vice-prefeito, Antônio Ricardo Amaral Holanda. Os investigados na operação serão autuados por corrupção passiva e ativa, tráfico de influência e frustração do caráter competitivo de licitação.

Cerca de 50 policiais federais participam da ação. O nome da operação faz alusão ao grau de confiança que os responsáveis pela empresa conseguiram junto à prefeitura do município. A empresa foi a principal recebedora de recursos do município desde o ano de 2013, de acordo com a PF.
Por ORM
Reações:

0 comentários: