Postagem em destaque

Helder deve ser julgado nesta quinta-feira pelo TRE

Ministro é acusado de abuso de uso indevido dos meios de comunicação O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho (PMDB), dever...

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

População de Uruará se revolta com volta de Prefeito afastado

Moradores revoltados atearam fogo na frente da casa do Prefeitocargo de Prefeito do município de Uruará, por 12 dias Everton Vitoria Moreira (SD), através de seus advogados, interpôs um recurso de agravo de instrumento no ultimo dia 04/11 junto ao Tribunal de Justiça do Pará-TJPA, tentando uma liminar para voltar ao cargo de Prefeito, onde o pedido foi aceito.

Depois de ficar afastado do
ENTENDA O CASO: No ultimo dia 27/10 a justiça de Uruará determinou o afastamento do prefeito do município de Uruará, Everton Vitória Moreira, o Banha, por improbidade administrativa. Na decisão, o Juiz de Direito Substituto da Comarca de Uruará, Dr. Michel de Almeida Campelo, deferiu Pedido Liminar requerido pelo Ministério Público Estadual.
Em sua decisão o Juiz determinou: “O deferimento da medida cautelar de afastamento do cargo público, sem prejuízo da remuneração, nos termos da fundamentação supra, do prefeito municipal de Uruará, Everton Vitória Moreira, pelo prazo de 180 dias, sem prejuízo de sua remuneração. Logo apos o afastamento do Prefeito, a vice-Prefeita de Uruará, Marines Nicolodi (PPL), conhecida como Maris, assumiu Prefeitura da cidade.
A cerimônia de posse aconteceu no final da tarde do dia 27 de outubro onde o juiz Michel de Almeida Campelo determinou que o presidente da Câmara de Vereadores tinha um prazo de 24 horas para dar posse à vice-Prefeita, Maris Nicolodi, sob pena de multa diária de R$ 5.000,00.
Desembargadora Gleide Pereira de Moura

VOLTA DE BANHA CAUSA REVOLTA:A população de Uruará fica assustada após receber a noticia que o TJE/PÁ, através da Desembargadora Gleide Pereira de Moura, na terça feira dia (08/11/2016) determinou o retorno do prefeito Everton Vitoria Moreira (SD), o Banha, após ter ficado 12 dias afastado do seu cargo.
O caos enfrentado pelo Município poderá ser mais agravante, porque os servidores continuam com os salários atrasados, o lixão ainda se estende a cada esquina e o mal cheiro toma conta da cidade, e a situação que já era agravante na saúde e na educação está prestes a entrar num colapso, com a emergência do Hospital Municipal (HMU) que ficará parcialmente parada, só com atendimentos de casos graves e a educação que poderão paralisar suas atividades a partir desta quarta-feira. Nesta manhã já havia aglomeração de pessoas em frente à Prefeitura municipal e em frente ao Fórum da Comarca de Uruará, revoltados com a situação e com o retorno do Prefeito e principalmente com a Câmara de Vereadores, que assiste tudo isso acontecer de camarote sem nada fazer. ”Diga-se de passagem que nem irão fazer nada, pois a maioria foi derrotada nas eleições do dia 02/10 e deixará isso como troco pra população”.
Teme-se que hajam tumultos e quebradeiras nesses dias, pela população revoltada, caso não tenha uma intervenção imediata por parte das autoridades competentes.
Fonte: RG 15/O Impacto e Rafael Silva (Uruará em Foco)
Reações:

0 comentários: