segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Violência contra PMs provoca reunião de emergência

Diante dos casos de violência contra policiais militares no último final de semana, no Pará, a Secretaria de Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social agendou uma reunião com a Associação em Defesa dos Direitos dos Militares do Pará (Addmipa) para o início da noite desta segunda-feira (14).
A Addmipa acredita que a reunião seja uma manobra do governo do Estado para evitar possíveis protestos e ações por parte dos policiais diante do crescente quadro de insegurança vivido até mesmo por militares no Pará. 
De acordo com o cabo Quadros, um dos representantes da Addmipa, a ideia é que outras associações e órgãos participem da reunião para cobrar mais segurança.
Os casos
O agente recebeu os primeiros cuidados no município de Pacajá, depois foi conduzido para o município de Tucuruí, onde, segundo o cabo Quadros, permanece internado em estado considerado estável.
Já no domingo, outro PM foi baleado na região nordeste do Pará. Daniel da Silva e Silva foi atingido após uma festa no município de Bujaru, no nordeste paraense. Daniel é lotado no 6º Batalhão de Polícia Militar e segue internado em estado grave em um hospital particular do bairro do Marco, em Belém. Ele passou por cirugia e segue internado em estado estável.
Sargento será sepultado nesta segunda
O corpo do sargento Adonildo dos Santos Teixeira Júnior, morto a tiros na Vila Riozinho, município de Vigia, nordeste paraense, será sepultado às 17h de hoje em um cemitério particular de Marituba, Região Metropolitana de Belém.
A vítima estava com a esposa quando um homem chegou e efetuou dois disparos, um deles atingindo a nuca do sargento, que morreu na hora. Outras duas pessoas estariam envolvidas no crime também.
O velório de Adonildo ocorrerá na casa dos seus pais, em Belém. Ele morava em Santa Bárbara e era lotado em Vigia.

(DOL)
Reações:

0 comentários: