Postagem em destaque

Helder deve ser julgado nesta quinta-feira pelo TRE

Ministro é acusado de abuso de uso indevido dos meios de comunicação O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho (PMDB), dever...

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

“Dezembro Laranja” alerta para o risco do câncer de pele

A doença é o câncer mais frequente no Brasil e corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados

Com o mês de dezembro, que marca o início do Verão, dá início à Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Pele, da Sociedade Brasileira de Dermatologia - SBD. Sendo o tipo de câncer mais incidente do Brasil, com 176 mil novos casos ao ano, o câncer de pele ganha campanha de conscientização intitulada “Dezembro Laranja” e busca disseminar para a população o valor dos cuidados com a pele e o uso do protetor solar, os riscos da doença e a importância do diagnóstico precoce para evitar danos maiores ou mutilações mais profundas.

Tendo como principal causa a exposição excessiva ao sol ou ao uso de câmaras de bronzeamento, o câncer de pele surge com mais frequência nas áreas mais expostas ao sol como face, orelhas, pescoço, couro cabeludo, ombros e costas. “Embora tenha um alto número de incidência da população, o câncer de pele não-melanoma tem baixa letalidade e, quando diagnosticado precocemente, tem grandes probabilidades de cura”, ressalta o médico dermatologista, Dr. André Lauth.

Apenas um médico dermatologista está capacitado para fazer o diagnóstico, porém algumas características podem ajudar a população a identificar a doença, como lesões na pele, pintas que apresentem mudança de cor ou textura e feridas que não cicatrizam.


 “No caso de surgimento de lesões como essa, um dermatologista deve ser procurado para o diagnóstico correto”, recomenda o Dr. André Lauth. Para evitar a doença, a melhor forma é evitar o sol e fazer o uso de protetor solar diariamente com fator de proteção solar (FPS) acima de 30.

Junto com a campanha, a SBD lançou um QUIZ que ajuda a população a entender o seu nível de conhecimento sobre a exposição ao sol, bem como uma calculadora que ajuda a identificar os pacientes de risco da doença. Os testes estão disponíveis no site da campanha: www.controleosol.com.br.


Fonte: P+G Comunicação Integrada
Reações:

0 comentários: