Postagem em destaque

Helder deve ser julgado nesta quinta-feira pelo TRE

Ministro é acusado de abuso de uso indevido dos meios de comunicação O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho (PMDB), dever...

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Mesmo cassado, Zenaldo é diplomado

O prefeito reeleito de Belém, Zenaldo Coutinho, apesar de ter seu registro de candidatura cassado, foi diplomado, no fim da tarde ontem, sob vaias e protestos da população. Antes mesmo do início da cerimônia, um grupo de manifestantes contrários à diplomação protestava em frente ao Hangar - Centro de Convenções da Amazônia. Com faixas e cartazes nas mãos, o grupo pedia a manutenção da cassação do prefeito (veja box) e gritavam palavras de ordem, como “Fora Zenaldo”. 
 Houve confusão e uma pessoa foi detida pela Polícia Militar (PM). O tumulto começou depois que alguns manifestantes atearam fogo em uma bandeira do grupo de apoiadores do prefeito. Os policiais acusaram Tiago Costa Rodrigues, 27 anos, militante do Movimento de Luta pela Moradia, de desacato à autoridade. Tiago foi levado para a Seccional de São Brás. Após ser liberado, o jovem se defendeu e disse que foi agredido pelos policiais. “Não queimei a bandeira, apenas saí correndo quando os policiais chegaram engrossando com a gente. Eles apertaram meu pescoço e me acusaram de algo que não fiz”, disse. 
A ação policial foi criticada pelos manifestantes. “Estamos sendo reprimidos com violência pelo fato de não aceitarmos que um prefeito duas vezes cassado assuma a prefeitura”, criticou Marcos André, um dos coordenadores do protesto. A confusão continuou dentro do Hangar quando Zenaldo, o último a ser diplomado, depois dos vereadores eleitos, foi chamado pelo cerimonial para receber o diploma de eleito. Outros manifestantes presentes no auditório se levantaram com cartazes e gritando mais palavras de ordem contra Zenaldo. Houve gritaria por parte de opositores e apoiadores do prefeito. A confusão aumentou tanto que o discurso do vice-governador Zequinha Marinho nem foi ouvido.

ÂNIMOS 

Os ânimos continuaram exaltados. Depois de pedir calma aos manifestantes por várias vezes, o juiz eleitoral, Elder Lisboa teve de cancelar o discurso, dando a solenidade por encerrada. O julgamento dos 2 processos de cassação do registro da candidatura do prefeito Zenaldo Coutinho ficará para o ano que vem. O TRE entrou de recesso e só retoma suas atividades no dia 6 de janeiro de 2017. As sessões de julgamento, no entanto, retornam somente depois do dia 20. Advogado da coligação do ex-candidato Edmilson Rodrigues, Egydio Salles afirma que o julgamento das ações terão de acontecer na volta do recesso
Reações:

0 comentários: