terça-feira, 6 de dezembro de 2016

PF realiza busca e apreensão em Castanhal

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) e a Polícia Federal (PF) realizaram em conjunto, nesta terça-feira (6) a operação "SOS Saúde" de busca e apreensão no Hospital Municipal de Castanhal, no nordeste paraense.
Unidades de Pronto Atendimento (UPA), Secretarias de Saúde, de Administração e Finanças, além da casa de duas secretárias do município também estão sendo fiscalizadas.
Os órgãos apuram irregularidades na área da saúde pública no município. A suspeita é de fraudes em licitações e desvio de recursos públicos.
O prefeito do município, Paulo Titan acompanhou a operação de perto.
Em entrevista a uma rádio local, ele explicou que foi pego de surpresa, mas que o assunto será esclarecido.
“Também foi surpresa para nós a presença do Ministério Público, mas a obrigação dele é fiscalizar e fazer averiguações de denúncias. E a denúncia que chegou a nós é que realmente a Prefeitura não pagou os médicos da Secretaria de Saúde, mas isso aí é compreendido porque nós entramos em uma crise e não existe dinheiro para pagar tudo de uma vez só”.
O prefeito disse ainda, que o atraso no pagamento da maioria dos médicos foi ocasionado pela falta de recurso.
“Realmente os médicos ainda não receberam por falta de recurso e nós estamos providenciando para que primeiro o servidor público receba o seu salário. Existem prioridades além das prioridades, mas isso aí vai ser solucionado e esclarecido”, acrescentou.
O DOL entrou em contato com o MPPA e com a PF e, aguarda mais detalhes da operação.

Mais informações em instantes
Reações:

0 comentários: