terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Os Prefeitos: Nélio Aguiar e Valmir Climaco falam da sobrecarga dos hospitais municipais de Santarém e Itaituba!

Resultado de imagem para fotos do prefeito nélio aguiar
Prefeito Nélio Aguiar (Santarém

O jornalista Márcio Vieira produziu uma matéria bastante elucidativa a respeito da situação dos hospitais municipais de Santarém e de Itaituba, que vivem sobrecarregados.

A matéria foi veiculada no Focalizando (SBT).

Os prefeitos dos dois municípios falaram sobre o assunto.

O prefeito Nélio Aguiar disse que foram veiculadas informações equivocadas de que o Hospital Municipal de Santarém não receberia mais doentes de outros municípios.

Ele explicou que sua intenção é evitar a superlotação, pois isso é possível.

Para tanto, já iniciou conversas com prefeitos da região, para que sejam tomadas as providências necessárias para evitar que doentes que devem ir direto para o Hospital Regional do Baixo Amazonas, passem semanas no Hospital Municipal de Santarém.

Itaituba é o município que mais manda doentes para o HMS.

Muitos dos doentes que vão daqui, para serem atendidos no HRBA, ficam no HMS sem necessidade alguma.
Resultado de imagem para fotos do prefeito valmir climaco
Prefeito Valmir Climaco (Itaituba)

Nélio falou que o correto é o doente sair do seu município, somente quando receber o ok do HRBA para ser atendido.

Já o prefeito Valmir Climaco disse a prefeitura de Itaituba está fazendo sua parte para desafogar o HMS, fazendo uma série de cirurgias que antes só eram feitas em Santarém. Já mais de 100 nesses primeiros dias de governo.

O prefeito falou que é grande o número de doentes atendidos pelo Hospital Municipal de Itaituba, procedentes de municípios vizinhos.

O gestor afirmou que o HMI vai continuar atendendo, mas, que vai conversar com todos os prefeitos dos municípios que mandam doentes para cá, para que eles sejam encaminhados com o respectivo TFD (Tratamento Fora do Município), para ressarcir o município de Itaituba.


Na próxima edição do Jornal do Comércio, será veiculada uma matéria mais detalhada, assinada pelo jornalista Márcio Vieira.

Nenhum comentário: