sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Turistas denunciam péssimos serviços em Alter do Chão

Na virada do ano, caixas eletrônicos não tinham dinheiro e os turistas tiveram que se deslocar a Santarém.
Turistas reclamaram da precariedade de diversos serviços na Vila Balneária de Alter do Chão, no último fim de semana, por ocasião da festa de Réveillon. Entre os problemas apontados por turistas no “Caribe Brasileiro”, estiveram: falta de sinal de telefonia móvel e internet; poucos funcionários e falta de remédio na Unidade de Saúde Básica, além da falta de funcionamento dos caixas eletrônicos 24 horas.
Quem esteve em Alter do Chão, no fim de semana, observou uma grande quantidade de turistas estrangeiros e de outras regiões do Brasil. Entre os destaques estão turistas dos Estados Unidos, Holanda, França, Espanha, Argentina, Colômbia, Reino Unido, além de outros estados, como São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e outras cidades da região Norte, entre elas, Manaus, Belém e Macapá.
Para os turistas falta o melhoramento de alguns serviços em Alter do Chão. “Aqui a gente observa uma mistura de línguas e raças. O balneário é muito lindo. São pessoas de várias partes do Brasil e do Mundo. Porém, em minha opinião, falta os governantes investirem mais em Alter do Chão, principalmente no sistema de comunicação, como telefonia móvel e internet. Na noite do Réveillon, eu minha família tentamos postar selfies nas redes sociais para os nossos parentes verem lá no Paraná, mas não conseguimos, porque não tinha internet”, reclamou o turista Samuel.
Além dele, visitantes de outras cidades da região sofreram com a falta de comunicação e do problema ocasionado pelos caixas eletrônicos 24 horas que estavam sem dinheiro. “Para a gente conseguir fazer uma ligação tivemos que contar com a sorte. O sinal de telefonia ficava oscilando. Eu também precisei fazer saque de dinheiro, mas o terminal da Caixa Econômica estava fechado. Tive que ir a Santarém para poder conseguir fazer o saque do dinheiro”, contou a visitante Josiane. Ela veio de Belém do Pará com sua família, para passar as festas de fim de ano, em Santarém e Alter do Chão.
ESTRUTURA DE ALTER DO CHÃO: De acordo com o Conselho Comunitário de Alter do Chão, aproximadamente 6 mil pessoas moram na Vila, localizada a 37 quilômetros de Santarém, na região oeste do Pará, onde as atividades socioeconômicas estão voltadas para o turismo, possuindo como infraestrutura uma escola de ensino fundamental, uma Unidade Básica de Saúde, um microssistema de abastecimento de água, farmácia, padarias, açougues, mercantis, rede elétrica, telefônica, um posto de combustível, uma delegacia de polícia, uma igreja católica e uma Assembleia de Deus.
A Vila conta, também, segundo o Conselho Comunitário, com hotéis, pousadas, restaurantes, possui uma variedade de comércios, inclusive, prestadoras de serviços que atuam na área do turismo organizando passeios a barco, lanchas e veículos, casas especializadas em artesanatos, comercio varejista, armarinhos, lojas de confecção, frutarias, salão de beleza, cyber e outros. Existe também uma empresa de transporte coletivo que atua com 05 ônibus fazendo linhas diárias para Santarém, um terminal rodoviário, um terminal turístico (Praça do CAT), dois caixas eletrônicos do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, além do Bradesco, o qual possui um banco postal que funciona na Agência dos Correios.
MELHORIAS: Por outro lado, os visitantes afirmam que mesmo com toda essa estrutura, ainda faltam melhorias no sistema de serviços prestados em Alter do Chão, principalmente na área de comunicação. “Eu gostei muito de Alter do Chão e vou voltar aqui novamente com minha família, inclusive pretendo construir uma casa de veraneio aqui. Porém, espero que esses problemas que enfrentamos aqui nos terminais bancários sejam solucionados, assim como a telefonia móvel também”, apontou Josiane.
Vale ressaltar que essas dificuldades sempre foram encontradas na gestão do ex-prefeito Alexandre Von, que não deu muita atenção ao turismo de Santarém. Agora, com o governo de Nélio Aguiar e com juventude do novo secretário Pablo Barrudada, que assumiu a pasta do Turismo no último dia 1º de janeiro, esperamos um novo caminho para esse segmento.
NOVO SECRETÁRIO VAI MELHORAR POTENCIAL TURÍSTICO DE SANTARÉM: Em recente entrevista ao Jornal O Impacto, o secretário Pablo Barrudada disse que uma de suas prioridades será a questão do marketing, pois hoje em dia não se fala em turismo sem se falar em marketing. Pablo disse que também usará a tecnologia a nosso favor. Temos alguns projetos de atualizações tecnológicas para os pontos turísticos e também a criação de aplicativos para ajudar o turista, como “pegue táxi”, que já estamos estudando a possibilidade de implantação. Também a implantação de outros aplicativos para auxiliar não só o turista em sua estadia, mas como toda população de Santarém. Então, é utilizar a tecnologia em prol do turismo, que hoje em dia é um segmento que está em desenvolvimento e essas medidas vão ajudar bastante. O potencial turístico de Santarém é enorme e deveria ser uma das principais atividades da cidade. Falta realmente esse foco, esse empenho específico na área e é isso que vamos fazer dentro de nossa gestão”, disse o Secretário.
Pablo Barrudada informou, ainda, que uma parceria com a Secretaria de Turismo pretende buscar alternativas para aproveitar ao máximo o potencial da Vila de Alter do Chão durante o período carnavalesco.
VISITA CENTRO DE ATENDIMENTO AO TURISTA: O secretário Pablo Barrudada visitou na terça-feira (03/01), o Centro de Atendimento ao Turista (CAT), principal equipamento turístico público da Vila Balneária de Alter-do-Chão, para avaliar o fluxo de atendimentos e a operacionalidade do Centro. O melhoramento nos processos de atendimentos e informações aos turistas está no conhecimento da real funcionalidade dos equipamentos. “Viemos in loco para conhecer o espaço, pois, precisamos urgente dar mais eficiência no atendimento ao turista”, destacou o titular da pasta.  Outro fator importante da visita do Secretário foi a verificação de um espaço que abrigue um caixa eletrônico 24 horas.
Por: Jefferson Miranda

Fonte: RG 15/O Impacto
Reações:

0 comentários: