quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

NOTICIA MAIS ACESSADA: OUROMINAS ESCLARECE SOBRE OPERAÇÃO DA POLICIA FEDERAL EM ITAITUBA.

OUROMINAS ESCLARECE SOBRE OPERAÇÃO DA POLICIA FEDERAL EM ITAITUBA.

A Polícia Federal deflagrou nesta manhã, 8, a Operação Crisol*, que investiga uma das maiores empresas do ramo de distribuição de valores mobiliários – DTVM do País. Estão sendo cumpridos 47 mandados judiciais, sendo seis prisões temporárias, 13 conduções coercitivas e 28 mandados de busca, nas cidades de Macapá/AP, Oiapoque/AP, São Paulo/SP e Itaituba/PA. *O nome da operação faz referência ao instrumento utilizado na fundição de metais como ouro e prata. A Policia Federal com a sua força tática, chegou na manhã desta quarta-feira (08) em Itaituba. Do aeroporto, onde está baseada uma aeronave da PF, os federais seguiram para a compra de Ouro Ourominas, onde estiveram durante toda manhã com alguns técnicos federais verificando a documentação da empresa. Após a saída dos Federais a empresa se preocupou em prestar um verdadeiro esclarecimento a população Itaitubense sobre o que de fato ocorreu, para tal foi realizado uma coletiva de imprensa na própria empresa. Raimundo Gonçalves – Gerente de Logística da Ourominas foi quem se pronunciou em nome da mesma. Quando perguntado sobre o motivo da operação na ourominas ele foi bastante contundente em sua explicação dizendo que: “ O objetivo da policia era verificar se a extração e a compra do ouro estava dentro da legalidade”, Gonçalves disse também que o motivo da presença dos Federais era verificar toda documentação referente a aquisição do ouro. O Gerente explicou também que os agentes foram diretamente a sua procura para que o mesmo lhe fornecesse as informações que eles buscavam. Gonçalves disse que em nenhum momento a atividade da empresa foi suspensa ou paralisada no município e nem nas cidades onde funciona uma loja da ourominas,ele deixou claro que nada mudou no contesto de trabalho da empresa. Já são 30 anos de atividades que tem o reconhecimento de toda sociedade. Uma das características da empresa é investir no social e promover o bem-estar, por este e outros motivos estamos consolidados no ramo de ouro a tanto tempo, disse o gerente de logística. Gonçalves foi questionados sobre três pontos da investigação da PF; 1º A aquisição de minério de procedência duvidosa, ou sem procedência declarada. 2º contrabando de ouro. 3º Usurpação de bem da União. Diante dessas afirmações feitas em nota pela policia federal o que teria levado a PF a escolher a ourominas como alvo dessa operação em Itaituba? Sobre esses questionamentos Gonçalves respondeu: “ eu achei muito bom a vinda da policia federal no município de Itaituba e justamente na nossa empresa, por que a partir do momento que ela chegou aqui se deparou com a questão legal da nossa empresa tirando assim o foco daquilo que outras pessoas pensavam e até imaginava de errado sobre essa empresa” disse o Gerente em resposta aos questionamentos feitos pelos repórteres.


Reações:

0 comentários: