terça-feira, 11 de abril de 2017

Anvisa proíbe lote de amendoim com alto teor de substância cancerígena







Consumo de aflatoxinas, ao longo do tempo, também pode ocasionar problemas como cirrose hepática e necrose aguda.
A Anvisa Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu, nesta segunda-feira, a venda de um lote do amendoim por ter encontrado alto teor de aflatoxinas, substância tóxica e cancerígena. A interdição vale para a remessa de número 10914, da marca Produtos Paulista, que tem validade até o dia 1º de maio deste ano.
O acúmulo desta substância no organismo, em níveis altos, pode levar ao aparecimento de câncer após alguns anos, além de ocasionar problemas como cirrose hepática e necrose aguda.
O lote do alimento, fabricado pela GSA-Gam Sucos e Alimentos LTDA, localizada em Aparecida de Goiânia (GO), apresenta quantidades de aflatoxinas acima do limite tolerado pela lei, de acordo com análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Distrito Federal.
Produzidas por fungos da espécie Aspergillu – também presentes nas culturas de milho, arroz, castanhas e cereais em geral -, a substância tóxica pode se desenvolver por falta de cuidados, especialmente no armazenamento e processamento do produto.

Fonte: O Globo

Nenhum comentário: