quarta-feira, 19 de abril de 2017

Nome de Lula estaria na lista de Fachin

Nome de Lula estaria na lista de Fachin (Foto: Divulgação)


A "lista de Fachin" movimentou o cenário político brasileiro na última semana após divulgar o nome de políticos que tiveram inquéritos abertos no âmbito da Operação Lava Jato. O caso, entretanto, pode gerar nova polêmica. Segundo reportagem do Estadão, os nomes do ex-presidente Lula, o ex-ministro Antônio Palocci, o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, o senador Edilson Lobão e o ex-ministro Henrique Eduardo Alves estão entre os nomes inclusos em 25 petições feitas pela Procuradoria-Geral da República que ainda estão sob sigilo.

Segundo a reportagem, as petições são baseadas nas delações premiadas de executivos da Odebrecht e tratam de assuntos ainda não divulgados, e portanto tiveram o sigilo mantido para não prejudicar as investigações.

Entre os casos investigados, estariam a relação comercial da empresa Exergia, de propriedade do sobrinho da primeira mulher de Lula, que teria um contrato com a Odebrecht para prestação de serviços na Angola, após contratação feita a pedido do ex-presidente. A empresa não teria experiência no ramo e teria sido contratada apenas por uso de influência de Lula, que em troca teria intervido para conseguir obras da Odebrecht em Cuba.
Já Palocci teria feito pagamentos para campanhas eleitorais no Peru e em El Salvador, além de arranjar o contrato do marqueteiro João Santana para apoio na candidatura de Ollanta Humala para a presidência do Peru.
A investigação ainda incluiria pagamentos de caixa 2 pela Odebrecht para auxílio em campanhas eleitores de mebros do alto escalão do PT e PMDB, além de irregularidades no processo de concessão de construção da Usina de Belo Monte.
(Com informações de Estadão)

Nenhum comentário: