Postagem em destaque

Helder deve ser julgado nesta quinta-feira pelo TRE

Ministro é acusado de abuso de uso indevido dos meios de comunicação O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho (PMDB), dever...

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Prefeito de Tucuruí é baleado e morre em atentado no Pará

O prefeito de Tucuruí, Jones William (PMDB) foi morto em um atentado na tarde desta terça-feira (25). Segundo testemunhas, ele estava na estrada que liga a cidade ao aeroporto, vistoriando uma operação tapa buraco, quando dois homens em uma moto o abordaram e atiraram várias vezes.
O prefeito Jones William foi vítima de um atentado em Tucuruí (Foto: Divulgação / Prefeitura de Tucuruí)
Jones William era enfermeiro e tinha 42 anos. Ele foi eleito prefeito em 2016 com 31268 votos, que representam 53.50% dos votos válidos. Ele era investigado pelo Ministério Público Estadual, que havia pedido seu afastamento por improbidade administrativa. Segundo o MPE, Jones é suspeito de direcionar contratos e licitações para um empresário local. O processo tramita em sigilo.
O crime ocorreu por volta de 16h. De acordo com populares, o prefeito teria sido atingido com tiros no peito e na cabeça. Ele foi levado para o Hospital Regional, chegou a ser encaminhado para o centro cirúrgico, mas não resistiu. A prefeitura ainda não divulgou informações sobre o enterro do prefeito.
Uma equipe da Divisão de Homicídios da Polícia Civil foi deslocada de Belém para dar apoio nas investigações do caso.
Outros casos
Este foi o segundo caso de prefeito assassinado na região sudeste do Pará em dois meses. No dia 16 de maio o prefeito Diego Kolling (PSD), da cidade de Breu Branco, que fica a 38 km de Tucuruí, foi morto enquanto pedalava uma bicicleta na companhia de amigos em um trecho da rodovia PA-263, que liga Tucuruí a Goianésia do Pará.
De acordo com a assessoria da Polícia Civil, por volta de 7h30, a vítima, de 34 anos, teria recebido um tiro no lado direito do peito e chegou a ser socorrido e encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, mas não resistiu aos ferimentos.
Em janeiro de 2016 o prefeito de Goianésia do Pará, João Gomes da Silva (PR), o "Russo", foi morto a tiros enquanto estava dentro de um velório no centro da cidade, que fica a 98 km de Tucuruí. Ele tinha 62 anos e ocupava o cargo desde 2013.
 TUCURUÍ: Segurança do prefeito passou mal horas antes do assassinato, vice vai assumir

Com a onda de violência contra políticos da região, o prefeito de Tucuruí, Jones William, redobrou os cuidados tão logo assumiu o cargo, para que não ficasse muito exposto em locais vulneráveis.
Por conta disso, andava sempre com um segurança. Todavia, nesta terça-feira, ele andava sozinho porque um policial militar que atuava como seu segurança particular passou mal por volta de meio dia e abandonou o posto. Mesmo assim, o prefeito não providenciou outra pessoa para fazer esse serviço e nem mudou sua agenda. Foi vistoriar as obras de tapa-buracos na avenida que dá acesso ao aeroporto da cidade e acabou sofrendo o atentado que lhe custou a vida.

A polícia recolheu no local do atentado um chapéu manchado de sangue, que segundo testemunhas era usado por Jones na hora em que foi baleado. Um automóvel do prefeito também estava no local. Cápsulas de balas foram encontradas na estrada e serão periciadas. O Ministério Público de Tucuruí emitiu nota pedindo que a Polícia Federal entre no caso para ajudar a identificar e prender os autores da morte do prefeito e os mandantes.

Os matadores não estavam encapuzados e chegaram ao local do crime de "cara limpa", segundo testemunhas. Duas testemunhas já estão colaborando com as investigações policiais. Uma delas já está na delegacia, prestando depoimento. "Perdeu, perdeu", teria sido a frase pronunciada pelos assassinos de Jones Willian, segundo as testemunhas. Os pistoleiros agiram com frieza, chegando a pedir que pessoas que estavam no local se afastassem antes de atirar contra o prefeito.

Vice vai assumir: Com a morte de Jones William, quem assume a Prefeitura de Tucuruí é o vice, Artur de Jesus Brito (PV) Nome: Artur de Jesus Brito, de 35 anos, empresário natural de Paragominas. 

Fonte: (Ulisses Pompeu, com informações de Ver o Fato)


Reações:

0 comentários: