sábado, 10 de dezembro de 2016

“Capital do Ouro” – Quatro são detidos por crimes ambientais no Pará

O combate a crimes ambientais e à atividade ilegal de garimpo levou à prisão de quatro pessoas, nesta terça-feira (6), no município de Tucumã, sul do Pará. Os suspeitos foram detidos em flagrante por agentes da Polícia Civil durante a operação “Capital do Ouro”.
Os presos foram identificados como: Creuza Santana da Silva, que atua como garimpeira na região; Fabio Júnior Pereira Carvalho, dono de uma máquina escavadeira tipo PC usado na extração mineral; Tarcísio André Esperandio Azevedo, operador de máquinas; e Milton Martins Arruda, por porte ilegal de uma arma de fogo tipo espingarda calibre 20 e por possuir um quilo de mercúrio-líquido, tipo azougue, substância nociva à saúde humana e ao meio ambiente.
Durante a operação, foram apreendidos ainda objetos usados na exploração de minérios, entre eles, uma máquina escavadeira.
A “Capita do Ouro” foi realizada após solicitação de mandado judicial de busca e apreensão em dois garimpos na região, onde as investigações apontaram a prática de crimes ambientais, como exploração ilegal de minérios.
Os quatro detidos estão recolhidos na carceragem da Delegacia de Tucumã à disposição da Justiça. Não cabe arbitramento de fiança, já que as penas dos delitos previstas em lei ultrapassam quatro anos de prisão.
O delegado do município solicitará à Justiça a prisão preventiva dos autuados para preservação da ordem pública e proteção do meio ambiente.
As informações são da Polícia Civil.

(DOL)

Multa de repatriação também será repartida com municípios, diz Temer.

BRASÍLIA (Reuters) - A multa levantada pelo governo com o programa de regularização de ativos no exterior, a chamada repatriação, também será repartida com os municípios, afirmou nesta sexta-feira o presidente Michel Temer, sinalizando o direcionamento de pouco mais de 5 bilhões de reais para os entes e
a diminuição dos recursos para União quitar restos a pagar.
"Os municípios também estão em dificuldades muito grandes e esta verba será dividida também com os municípios", disse Temer, em entrevista coletiva concedida em Pernambuco.
Membros da equipe econômica já vinham afirmando que o governo avaliava contemplar os municípios após acertar a divisão da multa com os Estados como parte de um acordo para a implementação de medidas fiscais nos governos estaduais, em meio à intensa crise de caixa que vivenciam.
Para a União, a consequência prática da investida será a disponibilidade de menos recursos para quitar seus restos a pagar.
Descrição: http://t.dynad.net/pc/?dc=5550001892;ord=1481373824848
Com a injeção obtida com a repatriação, o governo passou a contar com uma folga de 16,2 bilhões de reais no Orçamento de 2016, mas indicou que usaria os recursos prioritariamente para diminuir os restos a pagar, mantendo a expectativa de um rombo primário histórico de 163,9 bilhões de reais para o setor público consolidado.
Essa margem extra já descontava 5 bilhões de reais para Estados, montante que foi reservado pelo governo na linha de sentenças judiciais após liminar concedida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) definindo a separação desses valores aos entes.
Com a perspectiva de dividir os recursos também com os municípios, o governo verá a folga do Orçamento diminuir em quase 5 bilhões de reais.
A adesão ao programa que deu anistia aos brasileiros que declararam ativos no exterior rendeu 46,8 bilhões de reais ao governo, divididos igualmente entre Imposto de Renda e multa. Por lei, apenas o montante referente ao IR deveria ser dividido com Estados e municípios.
Como a perda com a parcela da multa que estava sendo requerida pelos Estados junto ao STF já estava precificada nas contas do governo para o ano, a adoção da mesma medida para os municípios implicará redução da folga extra que a União possuía.
TRANSPOSIÇÃO DO SÃO FRANCISCO
Mais cedo, em outra entrevista em Pernambuco, o presidente avaliou ser possível terminar as obras da transposição do rio São Francisco ainda em seu governo, sendo que parte delas devem ser inauguradas no início do ano que vem.
"Estamos dedicadíssimos a fazer com que talvez nesses dois anos de governo, penso que sim, nós completemos por inteiro a obra da transposição", disse a jornalistas. "Agora, o eixo leste, podemos talvez inaugurar em fevereiro, março; e o eixo norte, logo em seguida."

(Por Marcela Ayres)

Dois corpos são encontrados após naufrágio.

Dois corpos foram encontrados neste sábado (10) vítimas naufrágio de uma embarcação que seguia de Belém para o município de Ponta de Pedras, na ilha do Marajó, na quarta-feira (07). Outras oito pessoas continuam desaparecidas. O barco que naufragou ainda não foi localizado.

Os corpos ainda não foram identificados, mas são de um homem e uma mulher. Eles serão encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Belém.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Roraima decreta emergência com aumento de fluxo de venezuelanos.

A região faz fronteira com a Venezuela, que vive uma forte crise política e econômica e gerou o êxodo de 30 mil venezuelanos para o Brasil em 2 anos.
O fluxo intenso de venezuelanos em Roraima levou o governo do estado a decretar situação de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional nos municípios de Pacaraima e Boa Vista.
A região faz fronteira com a Venezuela, que vive uma forte crise política e econômica e gerou o êxodo de cerca de 30 mil venezuelanos para o Brasil nos últimos dois anos.
“A gente tinha um fluxo migratório fronteiriço normal, tanto de brasileiros que trabalham na Venezuela, como de venezuelanos que trabalham no Brasil, principalmente Pacaraima que é a cidade de fronteira. Mas, de um ano para cá esse fluxo mudou, com número grande de solicitantes de refúgio. Nos últimos meses, ocorreram quase 2 mil solicitações de refúgio”, relata a irmã Telma Lage, coordenadora do Centro de Migrações e Direitos Humanos da Diocese de Roraima.
Segundo Telma, os agendamentos dos pedidos de refúgio já chegam ao ano de 2018. “Todos os dias tem fila na porta da Polícia Federal”, conta ela, que acompanha cerca de 500 venezuelanos em Boa Vista.
Os imigrantes venezuelanos se instalaram nas ruas e nos poucos abrigos das principais cidades de Roraima, em busca de alimento e fonte de renda para sobreviver. A situação se agravou nos últimos meses principalmente nos serviços de saúde do estado.
Saúde
De acordo com estatísticas do Pronto Atendimento do Hospital Geral de Roraima (HGR), situado na capital, o número de venezuelanos atendidos aumentou de 324 em 2014 para 1.240 no ano de 2016, o que representa um aumento de 382,71%.
Em 2016, os atendimentos médicos em venezuelanos já atingem o percentual de 60,25% do total de atendimentos a estrangeiros.
O índice de internação de venezuelanos já ultrapassou o de brasileiros: a cada 100 pacientes internados na capital de Roraima, 13 são da Venezuela e cinco do Brasil.
A movimentação migratória também impactou as notificações de doenças infecciosas em 2016. Dos 2.517 casos de malária registrados em Roraima, 1.947 são procedentes da Venezuela.
Dos 48 casos de Leishmaniose Tegumentar Americana, 33 ocorreram em venezuelanos e 100% dos novos infectados pelo vírus HIV também são do país vizinho.
O governo do estado declara que não tem infraestrutura básica para comportar o aumento expressivo dos atendimentos e que não tem condições de arcar “solitariamente com os custos advindos do fluxo migratório”.
O decreto de emergência foi assinado ontem (7) e valerá por 180 dias.
“O que a gente sente é que tem que haver um esforço coordenado entre os governos municipais, estadual e federal. E até agora a gente não tem visto isso. Há uma política baseada no receio”, afirma Telma Lage, coordenadora do Centro de Migrações e Direitos Humanos da Diocese de Roraima.
O presidente do Conselho Nacional de Imigração (CNIG), Paulo Sérgio de Almeida, afirmou que o conselho ainda aguarda o relatório da missão formada por integrantes do Ministério da Justiça, Polícia Federal, Itamaraty e Acnur, que visitou Roraima em outubro deste ano para estudar as medidas que podem ser tomadas em apoio ao estado.
Paulo disse que o decreto de emergência deve agilizar a adoção de medidas de apoio do governo federal. A Agência Brasil entrou em contato com o Ministério da Justiça e a Polícia Federal, mas ainda não obteve resposta.

(Com informações da Agencia Brasil)

Médica é afastada por destratar acompanhante de paciente



Médica trata mal acompanhante e é afastada (Foto: Reprodução) (Foto: Reprodução)
Uma médica identificada como Olivia Neves, que aparece em um vídeo divulgado no Facebook destratando uma acompanhante de paciente em um hospital de Manaus, capital do Amazonas, foi afastada do cargo, conforme informou a Secretaria de Estado de Saúde (Susam).
Nas filmagens, a médica discute ao telefone com alguém que seria sua secretária pessoal. Ela parece irritada e chama "palavrões". Uma idosa que aguarda atendimento e sua acompanhante ficam incomdoadas com a situação. A acompanhante decide gravar o caso e a partir daí começa a discussão. 
A médica, segundo a Susam, pertence aos quadros de uma empresa contratada para fazer atendimento, em regime de plantão, no Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Enfermeira Eliameme Rodrigues Mady, conhecido como SPA do Galileia, e localizado na av. Sumaúma, no conjunto Galileia, bairro Monte das Oliveiras, na Zona Norte da capital. “A direção (do hospital) solicitou, de imediato, o afastamento da profissional”, informou a Susam, por meio de nota.
Ainda conforme a Susam, uma sindicância foi aberta para apurar o ocorrido. “A direção (do SPA do Galileia) informa ainda que será aberta uma sindicância para apurar o ocorrido e após a conclusão do processo serão tomadas as medidas administrativas cabíveis”, consta na nota da secretaria.

Naufrágio no Rio Pará: 10 continuam desaparecidos

Corpo de Bombeiros, Marinha do Brasil e demais órgãos entraram no terceiro dia de buscas
As buscas pelos 10 desaparecidos da embarcação 'Luar C', que naufragou na tarde da última quarta-feira (7), no Rio Pará, entraram no terceiro dia nesta sexta-feira (9).
Até o momento foi confirmada a morte de Joaquim Boulhosa, de 52 anos, que vai ser enterrado hoje no município de Ponta de Pedras, no Marajó. Pelo menos 10 pessoas ainda continuam desaparecidades no rio, mediante informações prestadas por familiares e amigos dos passageiros. No total, 41 pessoas foram resgatadas. 
O Corpo de Bombeiros, a Marinha do Brasil, e demais órgãos de segurança retomaram as buscas na manhã de hoje na área que fica no litoral de Ponta de Pedras e Barcarena. Dois helicópteros, seis lanchas e um navio da Marinha do Brasil atuam na operação. A Defesa Civil forneceu o número (91) 98899-6323 para mais informações sobre a ocorrência e de possíveis vítimas resgatadas.
A embarcação teria saído por volta das 13h da última quarta de Belém com destino a Ponta de Pedras e, próximo do município, nas imediações da Vila de Carapijó, uma forte maresia acabou virando a lancha com dezenas de pessoas. Vários passageiros foram socorridos por pequenas embarcações que passaram pelo local após o acidente. 

ITAITUBA NEWS: Começa hoje a programação de 46º aniversário da Igreja Assembleia de Deus!

Começa hoje, sexta-feira (09/12/2016) a programação do 46º Aniversário da Igreja Assembleia de Deus no Município de Itaituba - PA  ''BODAS DE ALABASTRO'', será na primeira igreja construida na cidade, a Congregação Monte Carmelo, a partir das 19:30 hs.
Cantores: EULA PAULA e JORGE ARAÚJO, cantores de musicas pioneiras da Assembleia de Deus, como o Preletor: Pr. JOSUÉ BRITO, que tem história em Itaituba.  

Barco que naufragou ainda não foi localizado

Foram encerradas, no início da noite desta quinta-feira (08), o segundo dia de buscas pelos desaparecidos após o naufrágio de uma embarcação que seguia de Belém para o município de Ponta de Pedras, na ilha do Marajó, na quarta-feira (07).
Com auxílio de um helicóptero e de mergulhadores do Corpo de Bombeiros Militar (CBM), as buscas tinham como objetivo principal localizar o barco que naufragou, pois a intenção era confirmar se existem corpos de passageiros presos dentro da embarcação.
Entretanto, até o encerramento das buscas, nenhum sobrevivente foi encontrado, mas uma morte havia sido confirmada pela manhã.
Após resgatado, o corpo de Joaquim Boulhosa de Carvalho, 52, foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), em Belém, para passar pelo exame de necropsia e, posteriormente, ser entregue aos seus familiares.

As buscas devem ser retomadas na manhã de sexta-feira (09).

Polícia Civil investiga morte de detento no presídio de Santarém

A Divisão de Homicídios da 16ª Seccional de Polícia Civil iniciou os trabalhos de investigação para elucidar o assassinato do presidiário Ednailson Clayton Maranhão Souto, 26 anos, natural da cidade de Monte
Alegre.
De acordo com informações, a vítima foi morta com vários golpes de faca e de estoques (armas confeccionadas pelos próprios presos utilizando-se de vergalhões de aço). O crime aconteceu na tarde de quinta-feira(8/12), por volta de 14h, no pavilhão 1, da Penitenciária Sílvio Hall de Moura, na comunidade de Cucurunã.
Edinailson Clayton, que havia sido condenado por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo,  foi encontrado pelos agentes da Susipe com uma faca cravada na região do pescoço.
O delegado Germano do Vale, titular da Divisão de Homicídios e o delegado Herbert Farias Júnior, que estava de plantão, foram a penitenciária juntamente com a equipe de investigadores, para iniciar o levantamento de informações que irão subsidiar o inquérito policial.

RG 15 / O Impacto

Rurópolis: Dois irmãos são encontrados mortos no ‘Travessão do Cachimbão’.

Na desta quinta feira, 08, por volta das 18hs, foram encontrados os corpos de dois irmãos em um lote da zona rural do município de Rurópolis, sudoeste do estado.
 

As vitimas são: Leonardo Nascimento Alves, 22 anos, e Juvanildo Nascimento Alves, 15 anos. Os corpos foram encontrados pelos nacionais; David de Sousa Moraes e Josefa Neves dos Santos, proprietários do lote, que fica localizado no Travessão “Cachimbão”, cerca de 55 km da sede do município. A policia trabalha com a hipótese de execução, a tiros de espingarda, sendo que no local foi encontrado um cartucho deflagrado de Calibre 20. As Vítimas estavam serrando madeira e foram encontrados por volta de 13 horas. Uma guarnição da Policia Militar do município foi acionada e esteve no local para colher algumas informações sobre o crime. A policia esta investigando o caso e pede se alguém tiver alguma informação que possa avisar na 17ª CIPM ou na Delegacia de Policia Civil. 
Fonte: Blog do Junior Ribeiro e PM de Rurópolis.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Itaituba - A Posse dos 15 vereadores eleitos será no dia 14 de dezembro no Clube Cearense.

Lista dos 15 vereadores que tomaram Posse dia 14...

Nen de Miritituba 15123
ELEITO
3.27%
1,739 VOTOS
Peninha 15888
ELEITO
3.26%
1,733 VOTOS
Diego Mota 19000
ELEITO
2.63%
1,395 VOTOS
Daniel do Posto Dado 25888
ELEITO
2.51%
1,333 VOTOS
Maria Pretinha 45045
ELEITO
2.38%
1,264 VOTOS
Enfermeiro Raimisson 55777
ELEITO
2.35%
1,249 VOTOS
Zé Belloni 45999
ELEITO
2.35%
1,247 VOTOS
Junior Pires 20123
ELEITO
2.18%
1,156 VOTOS
Dirceu Biolchi 77123
ELEITO
2.13%
1,130 VOTOS
10°
Antonia 19123
ELEITO
2.06%
1,095 VOTOS
11°
Wescley Tomaz 20200
ELEITO
2.01%
1,070 VOTOS
12°
Cebola 55222
ELEITO
1.96%
1,042 VOTOS
13°
Dadinho Camioneiro 10111
ELEITO
1.88%
1,001 VOTOS
14°
Manoel Dentista 45678
ELEITO
1.83%
970 VOTOS
15°
Dr. David Salomão 36000
ELEITO
1.36%
725 VOTOS

Três passageiros morrem em naufrágio no Rio Pará

Embarcação virou em Ponta de Pedras. Muitos passageiros estavam dormindo
Três pessoas morreram no naufrágio da embarcação ‘Luar C’, ocorrido na tarde desta quarta-feira (07), no Rio Pará, próximo a Ponta de Pedras, por conta da forte maresia. Órgãos de segurança fazem buscas na área e já resgataram seis pessoas com vida. Segundo a Capitania dos Portos, a embarcação transportava 30 pessoas. Algumas foram resgatadas pela embarcação ‘Expresso Salmista’, que estava passando no local na hora do acidente.
Em áudios enviados a familiares e amigos, passageiros das duas embarcações relatam o desespero no momento do naufrágio. A ‘Luar C’ tombou por volta das 16 horas, ainda próximo à Ponta de Pedras, momento em que muitos passageiros estavam dormindo. ‘Os três que foram socorridos porque estavam sendo arrastados pela maré mais longe dos outros, que estavam sendo socorridos por 3 barquinhos que estavam perto. Ninguém sabe se todo mundo conseguiu se salvar porque nem todo mundo conseguiu pegar colete, eles estavam brigando pelo colete. Como o barco ficou de lado tava difícil de sair e alguns estavam cochilando, já acordaram com o susto da água dentro do barco. Foi horrível, gente’, disse uma passageira da embarcação que socorreu alguns passageiros da ‘Luar C’.
Agentes de segurança do Corpo de Bombeiros de Belém, Barcarena e Abaetetuba, dos Grupamentos Fluvial e Aéreo, além da Companhia de Policiamento Militar, da Polícia Civil e do Centro de Pericias Científicas Renato Chaves atuam na operação de resgate às vítimas.
A Marinha também realiza buscas, com apoio do Navio Patrulha ‘Guanabara’ e duas lanchas da Capitania dos Portos, que foram enviados ao local do acidente, juntamente com o Corpo de Bombeiros Militar do Pará e uma aeronave da Polícia Militar. A Marinha também vai instaurar um inquérito administrativo para apurar as causas do acidente.
Para denunciar irregularidades em navegação basta entrar em contato com o Disque Segurança da Navegação: 0800-280-7200

Fonte: Redação ORM News

No MT- Apenas um homem seria o responsavel em pelo roubo de 30 carretas pelo Brasil

A Delegacia Especializada em Roubos e Furtos (DERF) de Sinop acredita que tenha identificado o principal chefe da quadrilha de roubo a carretas no estado de Mato Grosso. O homem, já preso, foi identificado como Valdemar Paulo Strack de 51 anos. Ele quem alugava o local onde a polícia encontrou aproximadamente 25 veículos, entre carretas e cavalinhos, roubadas e furtados em pelo menos cinco estados no Brasil.
De acordo com uma fonte, o homem, foi preso por policiais rodoviários federais na BR 163, próximo ao município de Itaúba à cerca de meses. Valdemar já esta na penitenciária Ferrugem em Sinop. Ele teria sido detido com uma camionete com sinais de adulteração.
O delegado Ugo Ângelo Reck revelou que Valdemar foi preso também depois de apresentar documentação falsa em nome de Valdemar Carlos de Oliveira. Contra este nome havia um mandado de prisão por receptação, por isso o homem foi levado para a penitenciaria.
Durante a investigação no local onde foi encontrado os veículos escondidos, a DERF descobriu o nome da pessoa que seria o locatário e que ele havia sido detido, mas durante a prisão apresentou nome falso. Pouco tempo e grande competência dos investigadores chegaram ao nome verdadeiro do homem. Ao checar no sistema de Valdemar Paulo Strack constataram que havia outro mandado de prisão desde o dia 28/11/2013 expedido pela justiça do Paraná, por roubo.
“Os dois nomes apresentados por ele estavam com mandados de prisão, um por roubo e outro por receptação. Ouvimos ele e confessou ser o principal articulador das carretas roubadas”.
O homem não apresentou outro comparsa, mas a polícia acredita que tenha mais pessoas envolvidas nos crimes. “Ele não quis apontar outras pessoas com medo de ser morto, mas sabemos que ele não teria feito sozinho”, concluiu Ugo.
No último dia 02, a polícia conseguiu identificar mais quarto carretas que haviam sido roubadas e estava em uma empresa no Setor Industrial. De acordo com a polícia, o proprietário do estabelecimento apenas teria guardando os veículos e não tem participação com a quadrilha. As carretas foram levadas para o pátio de um guincho onde estão sendo periciadas.
Como já noticiado, a investigação começou depois que foi encontrado o cavalinho de uma carreta no Setor Industrial, no último dia 25 do mês passado. O veículo seria produto de roubo, local não informado, e estava com a placa de outra carreta do mesmo modelo, mas em situação legal.
Além das carretas  os policiais civis encontraram equipamentos que eram usados para remarcar o chassis do veículos roubados. O material foi apreendido.
A Delegacia Especializada em Roubos e Furtos acredita que as apreensões pode ultrapassar o valor de R$ 12 milhões de reais em mercadores.
O delegado Ugo Ângelo já começou a identificar os proprietários de alguns veículos e noticiar da localização dos veículos roubados. “Quase 99% dois veículos são produtos de crime. A partir de agora vamos identificar os donos e devolver os bens a eles”, disse.
Em sua maioria as carretas não possuem seguro, o que pode ter causado um grande prejuízo para as vítimas.

Fonte: Visão noticias

Governador reduz verba para hemodiálise e pacientes podem morrer

Parece não ter fim o sofrimento de pacientes que precisam realizar o tratamento de hemodiálise em Santarém. O cenário, a cada de dia que passa, fica mais caótico, e coloca em risco a vida de quem recorre ao atendimento, e não o tem modo satisfatório.
Neste ano, houve o aumento exponencial da demanda, no entanto, a disponibilização de recursos por parte do Governo do Estado – responsável pelo financiamento do tratamento de alta complexidade -, não acompanhou o crescimento, pelo contrário, segundo os pacientes renais crônicos, o Governador Simão Jatene determinou a redução pela metade dos recursos anteriormente destinados ao serviço.
Em Santarém, oeste do Pará, o tratamento de hemodiálise é realizado em duas unidades. No Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA) e no Centro de Nefrologia Municipal, que fica localizado nas dependências do Hospital Municipal de Santarém (HMS). O serviço é de responsabilidade do Governo do Estado, no entanto, o município mantém um convênio junto à gestão do estadual, para prestar o serviço no âmbito do HMS.
Segundo Miguel Maciel, presidente da Associação dos Pacientes Renais Crônicos do Oeste do Pará, a dificuldade aumentou com a redução dos recursos oriundos deste convênio.
“A situação do tratamento de hemodiálise em Santarém está complicado no HMS, uma vez que ele é porta de entrada para os municípios da região do Baixo Amazonas. Hoje nós temos uma área de um milhão e cem mil habitantes, Santarém é Polo, esta região demanda para Santarém, principalmente pacientes de nefrologia, do qual depende da hemodiálise. Nós temos 27 pacientes internados no HMS, precisando fazer esse tratamento internado, ocupando leitos que deveriam ser para outros atendimentos. Esses pacientes não podem ser liberados porque não tem máquina suficiente no HMS. Hoje temos 11 máquinas rodando, uma que fica de reserva, se caso quebrar uma máquina. Mas isso daí não é suficiente, já roda um quarto turno há mais de 2 anos no HMS para que esses pacientes possam ser atendidos, e não venham a óbito. O atendimento não é como no Hospital Regional, que já faz o quarto turno, mas recebe um aditivo para isso. Então, no HMS a situação é crítica. A prefeitura não está pagando os fornecedores, com isso eles diminuíram a entrega dos insumos. Não tem agulha, não tem descartáveis, como luvas e máscaras. Está uma situação complicada no HMS. Levei ao conhecimento da associação dos pacientes renais crônicos e transplantados de Belém. Conversamos com a Belina, que é diretora. Ela tentou falar com Dr. Vitor ([representante da Secretaria de Estado de Saúde) para mostrar a situação da região do Baixo Amazonas. O estado repassava para município cerca de 200 mil reais por mês, e desde junho, ele reduziu para 100 mil reais. O montante de recursos anterior dava para manter o serviço de forma satisfatória, e agora com essa redução pela metade, a situação ficou complicada”, denuncia Miguel Maciel.
Para ele, a situação também é resultado da má gestão e falta de planejamento, uma vez que o número de pacientes que precisam do tratamento tem tendência de crescer.
“Talvez seja uma falta de gestão, mas é  situação é essa. Nós temos muitos pacientes e a demanda cresceu muito, mas precisamos aumentar para um número de 70 máquinas operando. E somente ampliando o Hospital Municipal e também Regional para que esse número seja atingido.
ATENDIMENTO ADEQUADO: Para nossa equipe de reportagem, Maciel revelou como seria o atendimento satisfatório, por enquanto, muito distante da realidade. “Se tivesse o número suficiente de máquinas, eles (27 pacientes que estão internados no HMS para realizar hemodiálise no quarto turno) estariam realizando o tratamento de 4 horas, e estariam em sua residência. Esse pessoal que está internado, infelizmente vai passar o Natal e Fim de Ano hospitalizado, para poder fazer o tratamento de hemodiálise, para poder ter uma melhor qualidade de vida, sobreviver, até conseguir uma vaga na máquina, ser cadastrado para poder fazer as 4 horas e retornar para sua casa”, diz Maciel.
PERSPECTIVA: Para Miguel, a nova gestão municipal deve priorizar o serviço, já que a forma que está sendo conduzida coloca em risco a vida dos pacientes. “A gente espera que com o novo Governo Municipal, a situação venha a melhorar, porque ele é médico (prefeito eleito Nélio Aguiar), conhece a realidade, ele já foi secretário de saúde, sabe da dificuldade que é trabalhar no serviço de hemodiálise, então a gente conta com o novo prefeito, que dê encaminhamento para a situação. Tem que tomar decisão. Penso que, se a prefeitura não tem condições de arcar com as despesas do serviço de hemodiálise, que é de alta complexidade, que ele faça a entrega para o Governo do Estado”, conclui.
Por: Edmundo Baía Júnior

Fonte: RG 15/O Impacto