quinta-feira, 9 de abril de 2015

PREFEITA NÃO APRESENTA PROPOSTA E SINTEPP DEFLAGRA NOVA GREVE DOS PROFESSORES.

PROFESSORES ENTRAM EM GREVE POR TEM INDETERMINAD














O enredo da ópera não fugiu do Script.  Depois de uma interminável novela com proposta de negociação de aumento para os profissionais da educação, a prefeita Eliene Nunes acenou com decisão já esperada por todos dada sua estratégia de protelar uma resposta ao Sintep.

Sueli CRITICA INCOMPETÊNCIA DA PREFEITA  EM RESOLVER A QUESTÃO

 Vencido os 30 dias proposto pelo Sintep para que a prefeitura definisse uma proposta de aumento, na segunda feira dia 06, através de sua procuradoria em oficio assinado pelo procurador geral do município José Ricardo Moraes da Silva a resposta foi curta e grossa.

 
AUMENTO ZERO FOI ANUNCIADO NA ASSEMBLEIA GERAL
 A prefeitura não tem dinheiro para conceder o aumento aos professores porque suas despesas são maiores do que as receitas. 

 Ao tomar conhecimento da decisão tão logo recebeu o ofício,   na terça feira dia 7, o SINTEPP convocou a categoria e promoveu uma Assembleia para apresentar a proposta zero do governo e colocar em votação. 

 
AGORA É TOLERÂNCIA ZERO, FIM DE DIALÓGO
 A categoria revoltada com o que considera descaso e falta de respeito da prefeita para com os educadores, aprovaram por unanimidade aprovaram o imediato retorno a greve por tempo indeterminado.

   Suely Souza QUE TEM SIDO FIRME NAS SUAS CRÍTICAS E COBRANÇAS,  disse que a prefeita além de intransigente deve ser responsabilizada pela greve já que os professores esgotaram todas as armas de negociação, mas que agora não há mais clima para conversas nem audiência, mas sim greve até que a prefeita encontre uma solução para o problema. 

 
Sobre os impactos em relação aos novos concursados e inflação Celso Noronha disse que esse argumento além, de falacioso não tem consistência já que a prefeitura até hoje não apresentou de forma transparente prestação de contas ao Sindicato Os sindicalista não abrem mão do aumento e de outras melhorias já que o salário dos profissionais da educação estão defasados. 

PROFESSORES VOTAM PELA GREVE EM ASSEMBLEIA NO SINTEPP

Para o  SINTEPP a prefeita usou de uma estratégia maléfica para ganhar tempo, mas que não vai surtir o efeito esperado já que a categoria está disposta a brigar por seus direitos o tempo que for necessário e para isso foi deflagrada a continuidade da greve interrompida por 30 dias na esperança de que o governo Municipal apresentasse uma proposta de aumento o que não ocorreu.

Nenhum comentário: