quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Seleção brasileira tem hoje a última chance para acordar

Acordou cedo e ainda não saiu para trabalhar? Uma boa pedida são as provas de ciclismo de estrada contrarrelógio, a partir de 8h30. Garantia de belas paisagens entre Copacabana e Grumari.
Cansado de placidez? Experimente acompanhar o medalhista de prata Filipe Wu, agora na prova de pistola 50 metros. As chances de medalhas são pequenas.
Às 9h30 tem o handebol feminino contra a Espanha, ótima antessala para as já clássicas manhãs do judô – hoje com Tiago Camilo e Maria Portela. O veterano Tiago tem duas medalhas olímpicas – prata em Sidney (2000) e bronze em Pequim (2008).
O vôlei de praia, Alison e Bruno alegram Copacabana diante da dupla italiana a partir de 15h30. Um pouco mais tarde, às 17h30, contra a dupla da Espanha, será a vez de Ágatha e Bárbara.
A noite promete emoção. Às 22h00, Neymar e cia. precisam acordar da mansidão contra a Dinamarca. Uma vitória garante vaga para a fase eliminatória. A pressão é enorme, e talvez por isso mesmo a partida seja interessante. Ah, e grande oportunidade para ver o primeiro gol do Brasil na olimpíada carioca.
Uma breve interrupção para acompanhar, um pouco depois das 22h30, a final da mais clássica prova da natação, os 100 metros nado livre. O recordista mundial é César Cielo, que não conseguiu classificação para os Jogos do Rio.
Antes de dormir, um clássico do vôlei de quadra feminino, contra o Japão.

Boa noite e bom sono, porque a quinta-feira amanhece com uma judoca brasileira celebrada em todo o mundo como favorita, Mayra Aguiar.

Nenhum comentário: