quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

STF julga liminar que pode tirar Renan do comando do Senado

Mesa Diretora do Senado alegou que decisão do Judiciário foi monocrática.
Na terça (6), Renan Calheiros se negou a receber notificação da Justiça.
Supremo Tribunal Federal julga nesta quarta-feira (7) a liminar que mandou afastar o senador Renan Calheiros da presidência do Senado. A sessão foi marcada às pressas depois que a Mesa Diretora do Senado, em uma decisão inédita, desobedeceu ao ministro Marco Aurélio e manteve Renan no cargo. Virou uma crise entre os Poderes Legislativo e Judiciário.

Uma crise com todas as letras maiúsculas. A Mesa Diretora do Senado alegou que a decisão foi monocrática, ou seja, tomada por um só ministro do Supremo e decidiu, por isso, aguardar a decisão do plenário do STF, o que vai ocorrer nesta quarta-feira (7) no início da tarde. Na terça-feira (6), o senador Renan Calheiros se negou a receber a notificação do oficial de Justiça.
Reações:

0 comentários: