sexta-feira, 17 de março de 2017

Criança suspeita de contrair febre amarela morre em Santarém

Paciente estava internado na UTI do Hospital Regional do Baixo Amazonas. Laudo para confirmar se morte tem relação com doença sai em 30 dias.
Um menino de 11 anos, morador da zona rural de Alenquer, morreu na tarde desta quinta-feira (16) com suspeita de febre amarela. O paciente deu entrada no hospital Municipal de Santarém com sintomas que assemelhavam aos da doença. No início da semana ele foi para o a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA). De acordo com o HRBA, também há a suspeita de leptospirose, que é transmitida pela urina e fezes de roedores. Este é o primeiro caso de morte suspeito da doença no Pará.

Em nota, a 9ª regional da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) informou que todas as providências para a investigação do caso já foram tomadas. O órgão ressalta ainda que não há confirmação de febre amarela e aguarda o resultado da coleta feita pelo Laboratório Central do Estado (Lacen). O material deve ser examinado pelo Instituto Evandro Chagas, que tem até 30 dias um divulgar um laudo e confirmar se a causa da morte do menino tem alguma relação com a febre amarela.

Na caderneta de vacinação do menino não consta a imunização contra a febre amarela, segundo informou o Pronto Socorro de Santarém, o que aumentou ainda mais a preocupação com o estado clínico do paciente, pois em Alenquer foi encontrado um macaco morto possivelmente pela doença. Amostras do animal foram coletadas e enviadas para exames, que confirmaram a suspeita. A comunidade onde a criança mora fica próxima ao Ramal do Escondido, local onde o primata foi achado.

Nenhum comentário: