Postagem em destaque

Helder deve ser julgado nesta quinta-feira pelo TRE

Ministro é acusado de abuso de uso indevido dos meios de comunicação O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho (PMDB), dever...

sábado, 21 de setembro de 2013

Medicas Cubana chegam a Itaituba!

Por volta das 20hs00min desta sexta feira, 20, chegou a Itaituba duas Medicas Cubana contratadas pelo Governo Federal por meio do “Programa Mais Médicos” para atuarem no DSEI tapajós.

As medica MIGDALIA CUELLAR AGUILA e MIGDALIA MENA ALVARES chegaram ao município de Itaituba em um voo comercial, e no aeroporto municipal foram recebidas por vários índios da etnia munduruku, profissionais da saúde do município e pela coordenadora do DSEI tapajós a enfermeira CLEIDIANE CARVALHO RIBEIRO DOS SANTOS, ainda no aeroporto os índios dançaram e cantaram para dar boas vindas às medicas que irão atuar no DSEI tapajós atendendo as aldeias dos mundurukus e Kaiapós. 
Segundo a enfermeira CLEIDIANE, o DSEI ainda receberá um medico que ficou em Belém resolvendo problemas de documentos para trabalhar na área indígena. Ainda no aeroporto as duas concederam uma entrevista à imprensa local e falaram que estão muitos felizes de estarem participando do programa e pela forma que foram recebidas.
Em seguida em comitiva as duas foram para a sede do DSEI tapajós, onde participaram de uma solenidade de apresentação aos índios e aos profissionais do órgão. Um jantar foi servido para as pessoas presentes. Itaituba ainda esta aguardando a chegado de médicos que irão atuar na região mais carente do município.
O “Programa Mais Médicos” faz parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde, que prevê mais investimentos em infraestrutura dos hospitais e unidades de saúde, além de levar mais médicos para regiões onde há escassez e ausência de profissionais. Com a convocação de médicos para atuar na atenção básica de municípios com maior vulnerabilidade social e Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI), o Governo Federal garantirá mais médicos para o Brasil e mais saúde para você. A iniciativa prevê também a expansão do número de vagas de medicina e de residência médica, além do aprimoramento da formação médica no Brasil.
O Pará recebeu 56 médicos formados no exterior. Segundo o Ministério da Saúde, o grupo inclui profissionais cubanos, de outras nacionalidades e brasileiros que se formaram no exterior. Outros 06 profissionais chegaram a Belém, totalizando 62 médicos. "Os médicos vão atuar em 28 municípios do Pará e 2 Distritos Sanitários Indígenas, no Tapajós Itaituba e em Altamira. São locais que não foram escolhidos por médicos brasileiros. Foram priorizadas as áreas com maior necessidade e indicadores de saúde mais graves".
Dos 28 municípios paraenses contemplados com esses profissionais, 12 estão na região do Marajó. Os municípios que receberão os médicos são Afuá (02), Alenquer (02), Altamira (01), Anajás (02), Anapu (01), Aurora do Pará (02), Aveiro (02), Bagre (02), Cachoeira do Arari (02), Curralinho (02), Curuá (02), Faro (02), Floresta do Araguaia (04), Garrafão do Norte (02), Gurupá (02), Limoeiro do Ajuru (02), Melgaço (02), Monte Alegre (02), Muaná (02), Nova Esperança do Piriá (02), Novo Repartimento (02), Pacajá (02), Ponta de Pedras (02), Portel (02), Rurópolis (03), Santa Cruz do Arari (02), São Sebastião da Boa Vista (02) e Tracuateua (02), além dos DSEIs de Altamira (03) e Itaituba (03).
Reações:

0 comentários: