sábado, 26 de outubro de 2013

Vândalos das organizadas do São Paulo tiram o time do Morumbi até o final do Brasileiro. Punição do STJD faz renascer medo do rebaixamento. E atrapalha também na Sul-Americana. Juvenal revoltado porque Corinthians não foi punido…

1gazeta20 Vândalos das organizadas do São Paulo tiram o time do Morumbi até o final do Brasileiro. Punição do STJD faz renascer medo do rebaixamento. E atrapalha também na Sul Americana. Juvenal revoltado porque Corinthians não foi punido...

Outra torcida organizada conseguiu.
Vai atrapalhar o caminho do seu time no Brasileiro.
Rogério Ceni, Aloísio, Rodrigo Caio ficaram em segundo plano.
Acabou o clima festivo com a recuperação do time.
O São Paulo não jogará mais no Morumbi no Campeonato Nacional.
Perdeu seus últimos quatro mandos devido à selvageria de vândalos.
Eles brigaram e enfrentaram a Polícia Militar em uma briga sangrenta.
O confronto aconteceu contra o Corinthians.
Muricy já estava temeroso com o julgamento.
Mas foi muito pior do que ele imaginava.
Serão oito jogos fora de casa.
Os que a tabela já indicava: Inter, Atlético Paranaense, Flu e Criciúma.
Mais esses quatro que a torcida arrastou para no mínimo 100 quilômetros do Morumbi.
Contra Portuguesa, Flamengo, Botafogo e Coritiba.
O julgamento foi desastroso.
Porque compromete não só o Brasileiro como a Sul-Americana.
De uma hora para outra, os 40 pontos na fuga do rebaixamento ficaram pouco.
Matemáticos apontam que sossego de verdade, só com 47 pontos.
No Morumbi seriam muito mais fácil de conquistá-los.
A Sul-Americana também ficou complicada.
Depois da heroica classificação diante da Universidad Católica.
Veio a esperança de vaga na Libertadores.
O time terá pela frente os colombianos do Atlético Nacional pelas quartas.
Mas a preocupação com o Brasileiro e os jogos fora do Morumbi torna tudo mais difícil.
Será impossível manter todos os titulares nas duas competições.
Ou seja, Muricy, a pressão triplicou nesses dois campeonatos.
Tensão que não mais existia.
As organizadas deixaram tudo pior.
Outra vez.
A irritação já domina o São Paulo.
Mal saiu o resultado, Juvenal já insistiu com seu departamento jurídico.
Quer que reverta, pelo menos corte pela metade a punição.
O presidente também se revoltou com o resultado por causa do Corinthians.
Viu proteção ao rival, que não perdeu mando algum.

O São Paulo divulgou um vídeo que mostraria o motivo da briga.
As organizadas corintianas teriam atirado uma bomba caseira nas do São Paulo.
E veio a revanche.
Os torcedores são-paulinos tentaram invadir a área onde estavam os rivais.
Seria um massacre, já que o mando era do São Paulo.
E pouco mais de 5% dos ingressos foram destinados ao rival.
Soldados da PM evitaram o pior.
Mas o confronto foi selvagem.
Com troca de socos, pontapés e golpes de cassetetes.
Após o confronto no estádio, as duas torcidas brigaram na Marginal.
Juvenal não se conforma com o Corinthians ter sido apenas multado em R$ 20 mil.
O São Paulo teve quatro jogos de suspensão e mais R$ 80 mil em multas.
Por isso o presidente quer imediatamente que seus advogados recorram.
A punição fez com que aliados da oposição criticassem Juvêncio.
De acordo com eles, o presidente tem íntima relação com as organizadas.
Como ficou provado em um churrasco no clube.
E na pior fase do time, as organizadas impediam torcedores comuns de xingar a diretoria.
De acordo com opositores, a ligação entre Juvenal e organizadas é inútil.
Não tem força suficiente para impedir que elas prejudiquem o São Paulo.
Independente desta briga política, o sorriso sumiu das feições de Muricy.
De repente, o Campeonato Brasileiro ficou muito mais difícil.
O clube perdeu o Morumbi, sua grande arma.
A decisão atrapalhará também a Sul-Americana.
O técnico tem um prêmio prometido de R$ 2 milhões em caso de vaga na Libertadores.
O dobro do que Tite recebeu pelo Mundial.
Ou seja, bandidos infiltrados nas organizadas atrapalharam o clube que dizem amar.
Como tem acontecido com muitos outros clubes brasileiros.
A intenção do STJD está sendo atingida.
Mostrar quantos irresponsáveis estão no berço das uniformizadas.
A legislação frouxa os deixa longe da cadeia.
E a punição recai sobre os clubes.
Puro estímulo para os vândalos barbarizarem os estádios brasileiros...
(Uma questão de prazo salvou o São Paulo.
Pelo menos contra a Portuguesa o time usará o Morumbi.
O clube deveria ser notificado dez dias antes de qualquer punição.
O clássico ocorre antes disso.
Assim pelo menos esse jogo foi mantido no seu estádio pelo STJD...)
2gazeta8 Vândalos das organizadas do São Paulo tiram o time do Morumbi até o final do Brasileiro. Punição do STJD faz renascer medo do rebaixamento. E atrapalha também na Sul Americana. Juvenal revoltado porque Corinthians não foi punido...
Reações:

0 comentários: