sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Grupo ateia fogo na casa do prefeito

Casa do prefeito de Tapauá foi incendiada durante protesto contra atraso de salários de servidores (Foto: Enoque Lima/VC no G1 )

Segundo manifestantes, salários de servidores estão atrasados há 2 meses.
Não havia ninguém na residência; prefeito pediu reforço policial para o local.

Casa do prefeito de Tapauá foi incendiada durante protesto contra atraso de salários de servidores (Foto: Enoque Lima/VC no G1)
Um grupo ateou fogo na casa do prefeito do Município de Tapauá, a 449 km de Manaus, durante protesto na manhã desta quinta-feira (14). Segundo os manifestantes, o pagamento dos salários dos funcionários públicos da cidade está atrasado há dois meses. Não havia ninguém na residência no momento do incêndio.
Por telefone, o representante da Prefeitura de Tapauá em Manaus, Rodrigo Albuquerque, confirmou que uma parte da residência do prefeito Almino Gonçalves de Albuquerque foi incendiada. Segundo Rodrigo, as chamas foram controladas e o prefeito pediu reforço policial para o local.
O representante informou ainda que não havia ninguém na casa no momento do incêndio. De acordo com ele, o prefeito está em Manaus.
O estudante universitário Enoque Lima enviou fotos da manifestação ao G1. "Cerca de 5 mil pessoas participaram do protesto e, pelo menos, 500 manifestantes começaram o quebra-quebra", relatou.
Segundo o universitário, a confusão teve início na Câmara Municipal, quando vereadores prestavam esclarecimento à população sobre as reivindicações. "Revoltados, os manifestantes pediram a cassação do prefeito Almino Albuquerque e que os vereadores tomassem alguma providência", disse o universitário.
Confusão começou na Câmara Municipal (Foto: Enoque Lima/VC no G1)Confusão começou na Câmara Municipal (Foto: Enoque Lima/VC no G1)
Reações:

0 comentários: