sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Tragédia em colisão de balsa da Bertonlini com barco

Vitima-do-acidente-ficou-pendurada-na-balsa
Corpo de uma das vítimas ficou preso entre as ferragens da balsa e barco A Marinha do Brasil investiga um acidente envolvendo uma balsa e um barco pesqueiro que aconteceu por volta de 04h, de terça-feira, 26, próximo ao município de Óbidos, Oeste do Pará. Durante a colisão, uma pessoa morreu e três sofreram lesões corporais. Homens do Corpo de Bombeiros estiveram no local efetuando o resgate das vítimas.
Segundo testemunhas, a balsa de propriedade da empresa Transportes Bertolini Ltda (TBL) vinha de Manaus para Santarém e, quando chegou próximo a comunidade de São Lázaro, no rio Amazonas, passou por cima do barco, identificado como “Capitão Xavier”, onde havia quatro pessoas.
Entre as vítimas estavam, Alan Campos Matos, 42 anos; Carlos Luís Borges Serrano, 48 anos e José Mailson Lima Silva, 22 anos, ambos de Belém do Pará. Eles foram socorridos e conduzidos às pressas para o Hospital Municipal de Óbidos, onde foram atendidos e liberados.

Já a vítima fatal identificada como Railson Mota, conhecido como “Frango”, foi retirada das ferragens da balsa, por uma equipe do Corpo de Bombeiros e conduzida para o Hospital de Óbidos. De acordo com a gerente do Centro de Pericias Cientificas Renato Chaves (CPC), Stael Rejane, o laudo oficial das causas da morte do pescador, que era natural de Santarém, deve sair em 30 dias.
Testemunhas disseram, ainda, que o barco pesqueiro ficou totalmente destruído e, que os pescadores não viram o holofote da balsa e, garantem que a grande embarcação vinha sem iluminação.
O escrivão da Polícia Civil de Óbidos, Antônio Júnior, confirmou que com a colisão, uma pessoa morreu e três ficaram levemente feridas. “O homem que morreu ficou preso nos destroços do barco. Uma equipe da Polícia Civil de Santarém foi de helicóptero para o local, onde prestou assistência”, relatou.
Segundo o escrivão Antônio, as pessoas que estavam no barco de madeira, considerado de pequeno porte, sofreram leves ferimentos. “Com o choque, eles se jogaram na água. Os três foram levados para a Delegacia de Óbidos, onde prestaram depoimento”, explicou.

O delegado de Oriximiná, Dr. Eduardo Simão, que preside o Inquérito, informou que se dirigiu ao local do acidente, onde realizou as primeiras apurações das causas da colisão. “Fomos ao local para apurar mais detalhes do acidente e dar apoio”, garante.
A gerente regional do CPC, Stael Rejane, informou, ainda, que o local já foi periciado e que o corpo da vítima foi conduzido para Santarém por uma equipe do Corpo de Bombeiros, onde foi necropsiado, no CPC.


TRANSLADO – O corpo de Railson Mota chegou por volta de 20h, de terça-feira, 26, a Santarém. Militares da Marinha, que participaram da busca, trouxeram o corpo da vítima e entregaram aos peritos do CPC. Amigos e familiares de Railson chegaram a Santarém por volta das 21h30 para reconhecer o corpo. Após a necrópsia, o corpo de Railson foi liberado ainda na noite de terça e levado na manhã de quarta-feira, 27, para a comunidade Calvário, em Monte Alegre, onde a família reside. Fotos de Portal Obidense e Eury Silva.


Fonte: RG 15/O Impacto

Nenhum comentário: