segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Complexo hidrelétrico já movimenta Itaituba

O município de Itaituba, localizado na região sudeste paraense e distante a 890 quilômetros da capital, vive um momento de crescimento e atração de novos investimentos. Além de receber o Complexo Hidrelétrico do Tapajós, serão construídos no distrito municipal de Miritituba 14 novos portos, atraindo investidores para aquela região. As atividades mineral e florestal também continuam, dinamizando a economia local. Com o objetivo de preparar o município para estes novos empreendimentos, a prefeita de Itaituba, Eliene Nunes e o presidente do Sistema Fiepa, José Conrado Santos, reuniram-se nesta sexta-feira, 10, em Belém, para tratar sobre a possível instalação das unidades do Sesi e Senai no município.

O secretário de Indústria, Comércio e Mineração, David Leal, o diretor de Desenvolvimento de Indústria do órgão, Rodrigo Garcia, e o coordenador da Rede de Desenvolvimento de Fornecedores do Pará (Redes), Marcel Souza, também participaram da reunião que tratou sobre os novos investimentos em Itaituba.
De acordo com a prefeita, os novos empreendimentos estão gerando alta demanda por mão de obra qualificada. "Para as áreas básicas como hidráulica, mecânica, construção civil, creio que nossa defasagem chega a 80%. Isso quer dizer que grande parte dos trabalhadores de Itaituba precisa de qualificação para ser absorvida pelos empreendimentos", afirmou.
O Complexo Hidrelétrico do Tapajós, constituído por cinco hidrelétricas nos limites do município, investirá R$ 60 bilhões na região sudeste e deverá gerar mais de 100 mil novas vagas de emprego.
Atualmente, o município de Itaituba conta com o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) para a formação da mão de obra local, no entanto, as vagas ofertadas não conseguem suprir a demanda dos novos investimentos. "Existe o Pronatec, mas ainda é insuficiente. Gostaríamos de contar com uma unidade do Senai e do Sesi em nosso município. Dessa forma, conseguiremos preparar nossos trabalhadores para o que ainda está por vir", ressaltou a prefeita.
SISTEMA
O presidente José Conrado Santos manifestou interesse em instalar uma unidade do Sistema Fiepa em Itaituba e disse que até o final deste mês mandará representantes da Federação ao município com o objetivo de encontrarem uma área adequada para receber os serviços do Senai e do Sesi. "Estamos expandido a atuação do Sistema nos municípios e regiões onde existem atividades industriais. Nosso objetivo é estar junto dos empreendimentos, ajudando os municípios a melhor receberem os novos investimentos, além de contribuir para a redução dos possíveis impactos sociais e culturais".
Para garantir que o Sistema FIEPA instale sua unidade em Itaituba, a prefeita se comprometeu em trabalhar para que o município possa doar uma área adequada e que melhor atenda as necessidades da Federação. "Já existe no município um terreno onde estão se instalando o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA) e a Universidade Federal do Oeste Pará (Ufopa). Penso que o mais adequado seria levar o Sistema Fiepa para aquele local. Tenho total interesse para que isso ocorra", concluiu.
ORM

Nenhum comentário: