segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

População reivindica na Justiça melhorias na Transamazônica

Rodovia Transamazônica está em péssimas condições de tráfego.  (Foto: Thais Rezende/ G1)

Moradores denunciam que rodovia está em péssimas condições.
Exército nega que obra na rodovia seja de sua responsabilidade.

Rodovia Transamazônica está em péssimas condições de tráfego. (Foto: Thais Rezende/ G1)
Moradores de Itaituba, no sudoeste do Pará, reclamam das péssimas condições da rodovia Transamazônica. A população reivindica, na Justiça, por melhorias no local.
O comerciante Cleber Duvalle tem um supermercado na rodovia Transamazônica no trecho urbano de Itaituba. Ele reclama que os buracos e lama em frente ao mercado têm afastado os clientes e gerado prejuízos.
No último mês, 30 funcionários foram demitidos do supermercado. "Prejuízo com certeza e vou mandar mais funcionários embora por não ter jeito de trabalhar. Estou sem jeito de trabalhar", afirma Cleber.
O problema ocorre há um ano e atinge também as ruas da cidade. "Lameira demais, como é que sobe aqui? É capaz até de atolar e empurrar no meio da rua", diz o mototaxista Adailson Castro.
A prefeitura municipal e o Dnit foram intimados a prestar esclarecimentos sobre a situação. No mês de agosto de 2013 o Ministério Público protocolou na Justiça Federal uma ação civil pública pedindo providências e indenizações aos moradores de Itaituba pelos danos morais e materiais.
Em outubro de 2013 foi determinada pela Justiça Federal, em caráter liminar, a recuperação imediata do trecho urbano da rodovia Transamazônica, mas até o momento sá foram tomadas medidas paliativas e a estrada continua em péssimas condições.
O Dnit e a prefeitura entraram com um recurso. Enquanto isso, obras de manutenção estão sendo feitas pelo batalhão de engenharia e construção do Exército desde o final de 2013.
"Está bem devagar o serviços dos homens aí... Ta piorando, na verdade", avalia o comerciante Sérgio Batista.
A assessoria do Exército informou que a obra na rodovia não é de responsabilidade deles. A única obra em que estão envolvido é na BR-163, em Santarém. Essa obra na BR-230, segundo a assessoria do Exército, estaria sendo feita por uma empreiteira terceirizada.
A Justiça Federal informou que ainda esta semana será julgado o recurso que o Dnit e a prefeitura de Itaituba encaminharam ao órgão. Em relação às ruas da cidade, a prefeitura do município informou que está realizando a operação tapa buracos e trabalhando na limpeza de igarapés para evitar alagamentos.
Ninguém no Dnit foi encontrado para falar sobre o assunto.

Nenhum comentário: