quarta-feira, 18 de junho de 2014

Detento tenta fazer comissária refém e atrasa voo em Santarém, PA

Um detento tentou fazer refém uma comissária de bordo no voo 2897, que se preparava para decolar do aeroporto Maestro Wilson Fonseca, em Santarém, oeste do Pará, para a capital do estado, Belém, na noite desta sexta-feira (13).  A informação foi confirmada pela Polícia Militar, que enviou uma equipe do Grupamento Tático Operacional (GTO) para a aeronave. De acordo com o subtenente da PM, Diogo Almeida, o detento foi agarrado por funcionários da empresa áerea que estavam dentro da aeronave e por um agente prisional que o acompanhava. A situação deixou os passageiros nervosos. "Ele foi dominado logo de imediato por funcionários e o pessoal que estava escoltando ele, mas deixou os passageiros muito apreensivos, assustados", detalhou.

Os passageiros já haviam feito o check-in, mas voltaram para a área de embarque do aeroporto e receberam um cartão de reembarque para retornar ao voo só depois que o detento, que estava algemado, saísse da aeronave. Enquanto o detento permaneceu na aeronave, militares do GTO fizeram a segurança do local. Ele foi encaminhado para a Polícia Federal em Santarém. O voo deveria ter saído às 22h21, mas só decolou depois de 23h. A Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe) confirmou ao G1 que o detento, que responde por cinco latrocínios, tentou fugir minutos antes do fechamento de portas da aeronave empurrando uma funcionária da tripulação do voo. Um policial civil e um agente prisional que o escoltavam contiveram a ação.
O preso está custodiado no Centro de Recuperação Pará III (CRPP III), localizado no Complexo Penitenciário de Santa Izabel, Região Metropolitana de Belém (RMB), e retornava de uma audiência com a Justiça em Santarém. A Susipe já providenciou a transferência do detento, que deve ocorrer ainda neste sábado.
Em nota ao G1, a Azul Linhas Aéreas informou que: "o voo 2897, que faria a rota entre Santarém e Belém, decolou com atraso por conta do comportamento inadequado de um passageiro durante o procedimento de embarque no aeroporto Maestro Wilson Fonseca. O caso está sendo tratado pela Polícia Federal. Os Clientes receberam toda a assistência necessária de acordo com a resolução 141 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e já  seguiram viagem rumo ao destino final . A Azul lamenta eventuais transtornos ocorridos aos seus Clientes".

Fonte: http://g1.globo.com/pa/santarem-regiao/

Nenhum comentário: