Postagem em destaque

Helder deve ser julgado nesta quinta-feira pelo TRE

Ministro é acusado de abuso de uso indevido dos meios de comunicação O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho (PMDB), dever...

segunda-feira, 30 de março de 2015

Cinco Mortes: Final de semana sangrento em Itaituba

Cinco mortes foram registradas pela Polícia Civil no espaço entre sexta-feira (27) e segunda-feira em Itaituba, Oeste do Estado.  A Polícia Civil trabalha para elucidar os homicídios, que deixaram a cidade em um clima de tensão e medo >>> No fim da tarde de sexta-feira (27), foi morto a tiros o ex-presidiário José Carlos dos Santos, 44 anos. Segundo testemunhas, “Jamanta”, como era conhecido no submundo, foi abatido quando estava parado na esquina da 22ª Rua do bairro Bom Remédio com a rodovia Transamazônica.

Dois homens em uma moto chegaram e abordaram a vítima, que não teve reação. Dois disparos foram efetuados no rosto de José Carlos, que tombou ao solo. Em seguida, o atirador teria ido até o corpo e retirado uma arma que estava na cintura de “Jamanta”, para disparar outros três tiros à queima-roupa. José Carlos havia sido liberado do Centro de Recuperação Regional de Itaituba (CRRI), onde estava recluso há quase seis anos, acusado de envolvimento em um assalto ocorrido em Novo Progresso, ocasião em que 25 quilos de ouro foram subtraídos de uma empresa. A polícia suspeita de execução por ‘queima de arquivo’.



Campo Verde - A polícia ainda investiga as circunstâncias em que ocorreu o duplo homicídio no distrito de Campo Verde. Por enquanto, as informações ainda são poucas, e várias versões foram apresentadas. Foi na madrugada de sábado para domingo. Segundo foi apurado pelo destacamento da PM, Asnobia Soares, o marido dela, Marcelo Lima, e o DJ Ismael Ferreira estavam no mesmo estabelecimento, quando houve um desentendimento, envolvendo um homem identificado como André Silva e Silva. No calor da discussão, Asnobia teria desferido um tapa no rosto de André, que teria se armado com uma espingarda calibre .20 e disparado contra a mulher, o marido dela e o amigo. O sargento da PM conta que a guarnição comunicou o fato ao comando, mas o autor dos disparos ainda não foi localizado.

Depois de ter assassinado Asnobia e Ismael, André deixou Marcelo baleado e desapareceu do local com a ajuda de um tio, identificado como Raimundo Silva. Os dois estão sendo procurados pela Polícia. Marcelo Lima foi socorrido e encaminhado para avaliação medica no Hospital Municipal, onde foi submetido a procedimento cirúrgico e está em observação.

Asbel Anério da Silva Vidal
Mais Mortes - O corpo do servidor público da Câmara Municipal de Itaituba, Asbel Anério da Silva Vidal, foi encontrado no domingo, por volta do meio-dia, por um motorista que passava pelo local, a cerca de 07 quilômetros do centro de Itaituba, na rodovia Transamazônica, próximo à EETEPA. Nas horas vagas, a vítima trabalhava como motocondutor. No local onde o corpo foi encontrado, havia sinais de luta corporal.


Asbel Anério da Silva Vidal, morto.
O corpo também apresentava sinais de que o crime não teria sido cometido por apenas uma pessoa. Os pulsos e os antebraços estavam feridos. Além disso, existem pelo menos dezoito perfurações de faca. Carioca de nascimento, o jovem morava no distrito de Campo Verde, onde era bastante conhecido. A profissão de motocondutor era como um complemento de renda para ele, que reconhecia estar se arriscando, especialmente por trabalhar à noite. Para a polícia, Asbel Anério pode ter sido vítima de latrocínio, roubo seguido de morte.


Já na madrugada desta segunda-feira (30), foi morto, também a facadas, o jovem Guilherme Fonseca da Silva, de 18 anos. O homicida, que está foragido, foi identificado como Robson Costa Santos, de 30 anos, conhecido por “Negão”. Robson é natural do Estado do Maranhão e chegou a Itaituba em dezembro passado, já tendo se envolvido em outras situações de crime. O delegado Dimitri Teles é o responsável pelos inquéritos que apuram essa série de assassinatos. Segundo ele, desvendar os crimes e prender os autores dos homicídios é questão prioritária.


Reações:

0 comentários: