quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Prefeitura de Itaituba anuncia plano de contenção de gastos

O anúncio foi feito na tarde desta terça feira (15) pelo secretário de governo Valfredo Marques.  A primeira medida anunciada para conter gastos é a redução da jornada de trabalho no serviço público, o atendimento ao publico será feito agora de segunda a quinta-feira no horário das 8 as 14 horas , e a sexta feira ficará apenas para serviços internos das secretarias e departamentos.

 O decreto municipal 208 de 11 de setembro, assinado pela prefeita Eliene Nunes, cria o plano municipal de contenção de gastos para o ultimo trimestre desse ano.  O secretário não descartou a possibilidade de redução de salários e demissão de servidores municipais.  No entanto, Valfredo alegou que a redução de salário e a demissão de funcionários não significa que o município está com mais servidores que o necessário.
De acordo com a gestão municipal a medida visa o equilíbrio das contas públicas municipais face à crise financeira nacional que abala também as estruturas municipais. Segundo secretario, a campanha de contenção de gastos irá gerar uma economia de aproximadamente dois milhões de reais até o final do ano através da redução do consumo de energia elétrica, água, telefone, combustível, material de consumo, salários, hora extra entre outros serviços.

O governo garante que mesmo com toda essa redução de despesa os serviços essenciais não serão prejudicados e que a população receberá atendimento satisfatório nas repartições públicas municipais. A intenção é que estas ações favoreçam os cofres públicos nos próximos meses para que seja possível cumprir todos os compromissos da administração junto a funcionários e fornecedores.

O governo espera que este aperto financeiro seja temporário e anunciou que está sendo realizada em todo o país uma campanha para que o governo federal atenda as solicitações das prefeituras, que reclamam de constantes reduções nos repasses aos municípios através do fundo de participação dos municípios – FPM. 

Reações:

0 comentários: