segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Santareno é morto com três tiros em Juruti

A Polícia Civil abriu inquérito para investigar a morte do jovem Márcio Rossini Sousa dos Reis, conhecido por “Rossini”, natural de Santarém.
Ele foi morto com três tiros de arma de fogo a queima-roupa, no último domingo, 28, na cidade de Juruti, distante 200 quilômetros de Santarém. Marcio Rossini trabalhava como operador de sonda na empresa Construnorte, em Juruti. Parentes e amigos lamentaram a morte de Rossini. Em sua página oficial em uma rede social, várias foram as manifestações de pesar de amigos e parentes. A Polícia Civil informou a que a motivação do crime pode ter partido de uma confusão que se formou em uma casa, onde Rossini morava em Juruti.

Segundo o comandante da 28ª Companhia Independente da Polícia Militar de Juruti, Tenente Vanderlei, mesmo as polícias trabalhando em conjunto, no intuito de reduzir a criminalidade e atuar preventivamente para que o ato criminoso não aconteça, na noite de domingo foram registradas algumas ocorrências em Juruti, onde um rapaz foi alvejado com três disparos de arma de fogo e, que foi a óbito logo após o ocorrido, no Hospital Municipal daquela cidade.

“A Polícia Militar está trabalhando em conjunto com a Polícia Civil para efetuar a prisão dos autores do homicídio”, informou o militar. De acordo com o delegado Jaime Paixão, desde quando a Polícia Civil recebeu a notícia do crime, uma equipe de investigadores partiu a campo, no intuito de prender os autores do homicídio. “Já conseguimos visualizar o indício de autoria e, agora é correr atrás para tentar prender esses indivíduos. Já temos informações de quem seria o autor e agora estamos trabalhando para colocar essa pessoa na cadeia. As informações preliminares que chegaram aqui é que houve uma discussão em uma casa e talvez esse crime tenha ocorrido em função disso, mas as investigações vão continuar”, comentou o delegado Jaime Paixão.


Fonte: RG 15/O Impacto
Reações:

0 comentários: