quarta-feira, 27 de abril de 2016

Temendo fechamento de garimpos, garimpeiros vão à Câmara pedir socorro

As dependências da Câmara ficaram completamente tomadas na sessão de hoje.
Não houve lugar para todos, porque além do pessoal da OAB e da Asfita, um número considerável de garimpeiros esteve presente para pedir que os vereadores façam suas vozes ecoar em busca de socorro para uma ameaça que paira, tanto sobre eles, quanto sobre a economia de Itaituba.
Tudo por causa de uma operação realizada por uma força tarefa do governo federal, com participação do governo do estado, que espalhou terror na comunidade garimpeira.
Os agentes disseram que estarão de volta em cerca de noventa dias, e quando retornarem não querem encontrar ninguém por onde passaram. Quem os garimpos desativados.
Essa ameaça não é algo que atinge unilateralmente os garimpeiros. Se consumada, ela pode deixar ferida de morte a economia de Itaituba e de outros municípios desta região.
O vereador Peninha (PMDB), o primeiro a falar sobre o assunto, disse que estima-se que mais de 60% da economia de Itaituba ainda gira em torno do ouro, que também é fundamental para outros municípios da região, inclusive para Santarém.
Já o vereador Isaac Dias (PSB), afirmou que existe uma orquestração com o claro propósito de prejudicar a economia de Itaituba.
"Fala-se pelo mundo a fora, que Itaituba está uma maravilha por conta do embarque de soja nos portos daqui, mas isso não condiz com a verdade. O governo federal não tem recursos para recuperar o desvio de Miritituba, mas, para prejudicar a região, ameaçando os garimpeiros, tem dinheiro para mandar uma grande equipe de repressão, de Brasília, com helicóptero e tudo" falou o edil.
O vereador Toínho Piloto (PSD) também falou sobre essa questão, lembrando que há mais de 30 anos atua nessa atividade e que por isso conhece muito bem a luta desses bravos brasileiros que produzem riqueza, não só para Itaituba, mas, para o Brasil.
Toínho pediu que seu colega Nicodemos Aguiar acione seus irmãos, o deputado estadual HIlton Aguiar e o deputado federal Francisco Chapadinha, para que eles lutem para que o governo pare de perseguir os garimpeiros. Toínho comprometeu-se a conversar com os deputados federais de seu partido, Eder Mauro e Joaquim Passarinho, para que eles se somem ao esforço de evitar que os garimpeiros sejam impedidos de trabalhar.
Nicodemos Aguiar, Orismar Gomes e Wescley Tomaz também falaram a respeito desse assunto.

Nenhum comentário: