Postagem em destaque

Helder deve ser julgado nesta quinta-feira pelo TRE

Ministro é acusado de abuso de uso indevido dos meios de comunicação O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho (PMDB), dever...

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Um dos suspeitos do caso de estupro coletivo se entrega à polícia, no Rio

Raí de Souza, de 22 anos, já havia prestado depoimento na sexta-feira (27).
Jovem se entregou durante coletiva e será levado para a Cidade da Polícia.
Do G1 Rio
Raí de Souza admitiu à polícia ter sido responsável por divulgação, na internet, de imagens de adolescente que afirma ter sido vítima de estupro coletivo no Rio (Foto: Daniel Silveira/G1)
Raí de Souza, de 22 anos, um dos seis suspeitos já identificados de participar do estupro coletivo de uma jovem na Zona Oeste no Rio, se entregou na tarde desta segunda-feira (30), na Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV), no Centro do Rio.
O rapaz, que deve ser levado ainda nesta segunda para a Cidade da Polícia, no Jacaré, na Zona Norte, foi ouvido na noite da última sexta-feira (27) e assumiu ser responsável pela divulgação, na internet, das imagens da adolescente. Até então, ele não estava entre os suspeitos identificados pela polícia como envolvidos no caso.
À época, o delegado titular da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI), Alessandro Thiers, afirmou que "a versão dele aponta que ele [Raí] filmou e que quando ele comenta que 'trinta passaram aqui' que estava fazendo referência a um funk".

Na última sexta, Raí foi à Cidade da Polícia junto de Lucas Perdomo Duarte Santos, de 20 anos, jogador de futebol que a adolescente disse à polícia ser seu namorado. Segundo o depoimento da menor, Lucas teria saído com ela na noite anterior ao estupro. O delegado disse que Lucas negou namorar a garota e Raí foi quem assumiu ter tido relações sexuais com ela.
Reações:

0 comentários: