sexta-feira, 24 de junho de 2016

Outra versão sobre morte de PM – Sargento João Luiz não foi morto por Madeireiro.

“Darlan” foi preso nesta sexta-feira (24) (informante), que disse não teve coragem de dar assistência para Lucas fugir e se comprometeu de levar os policiais até o esconderijo do foragido e procurado Lucas Oliveira.(Foto Divulgação).
(Foto Fiscais Ambientais queimando trator usado para extrair madeira em 2013)-
O Ibama divulgou nota na mídia nacional afirmando que o Sargento do GTO da PM de Itaituba que acompanhava a missão com os fiscais ambientais dentro da “Flona Jamanxim”,  na nota o Sargento João Luiz  foi morto por esquema  de madeireiros, mas não divulga nomes.
A noticia rapidamente se propagou  , virou destaque  do Jornal Folha de São Paulo , Uol ,G1 entre outros.

Mesmo não tendo aceso as informações coletadas pela policia, a equipe de reportagem do Jornal Folha do  Progresso, investigou e chegou a  conclusão que a morte do policial aconteceu em barraco de garimpeiro, e foi morto por um garimpeiro foragido da justiça.
Procurado pela morte do Sargento João Luiz (Foto Policia Civil)
A Policia já tem certeza  que o homem que matou o Sargento  é perigoso e Foragido da Justiça “Lucas  Oliveira” que atingiu e matou o policial (Divulgou Foto).
A polícia tem depoimentos que contam outra versão sobre o que pode ter ocorrido. Embora é público e notório que o Ibama não  consegue com suas ações impedir o desmatamento e a extração ilegal de madeira dentro da Flona Jamanxim , Parque do Rio  Novo, em toda região, mas este caso é isolado e temos que tratar isto de forma correta.
Versão do Ibama
Ao estarem em uma missão para coibir o desmatamento e extração ilegal de madeira, ao chegarem em uma acampamento de madeireiro , foram recebidos em uma emboscada e o sargento João Luiz foi atingido com dois tiros.
Nova Versão
Os agentes ambientais com os policiais militares estavam a uns quatro dias  queimando barraco de garimpeiros dentro da Flona Jamanxim,  na vicinal da França (região Garimpeira),  o dono do  local (garimpeiro)  vendo seus equipamentos queimando, tentou apagar jogando terra e agua, e foi surpreendido com voz de prisão por um Policial militar, o mesmo correu em fuga, neste momento recebeu dois tiros em sua direção com isto de posse de uma espingarda cartucheira (calibre ignorado), revidou com único tiro de “espingarda” ,  e acabou atingindo o Sargento João Luiz com dois chumbos , (contrariando os tiros a bala).  Obs. Naquele local não tinha madeira apreendida. Existia máquinas de garimpo.
Embora a linha de investigação não descarta nenhuma das hipóteses, temos que aguardar a conclusão dos laudos (pericia) do corpo do sargento para esclarecer a morte.
Caso seja confirmado que o sargento foi morto por chumbo de cartucheira , deve se descaracterizar a emboscada,  até porque as armas usadas naquela região são de uso caseiro, muitos costuma caçar na mata em busca de carne de animal para alimentação.
Os madeireiros de Novo Progresso ao contrario que muitos divulgam, são empresários  que de forma outra geram renda e emprego para o município ,estado e nosso País.
Por ser uma pessoa foragida, Lucas dentro da região garimpeira que habitava, era conhecido como Seu MANOEL  ou Seu ZÉ, ninguém o chamava de Lucas por lá.  A pessoa que afirma que constantemente esteLucas (Seu MANOEL  ou Seu ZÉ)  vinha para cidade, e andava na rua como se nada devesse a justiça, informou.
Quando a extração ilegal de madeira, a vicinal é única e esta fechada  pelos agentes ambientais do ICMBio a mais de 60 dias, eles tem o controle da região, medidas foram tomadas anteriormente no sentido de cadastrar as pessoas que entram na  região a Flona Jamanxim , para saber o destino e função  de cada um. Motoristas (Freteros  -F4000) ficaram impedidos de entrar com carga, tiveram que se regularizar junto ao sindicato dos garimpeiros.
Mesmo assustados, vários dos conhecidos de Lucas (Seu MANOEL  ou Seu ZÉ) (Garimpeiros)  contam uma versão diferente  para o que ocorreu naquele dia  sexta-feira (17). Eles dizem que os policiais militares chegaram atirando no Lucas que estava sozinho apagando fogo do acampamento, que correu e pegou uma espingarda  que estava em cima de uma árvore caída, que deu único tiro, até porque possuía pouca munição com ele.
Delegado Daniel Mattos Mathias
Ainda de acordo com a versão dos garimpeiros – estavam se organizando para saírem virem para Novo Progresso e fazer  uma GREVE contra as ações do IBAMA que estava queimando os acampamentos de garimpeiros, disse.
Entre eles nunca foi comentado em fazer emboscada, para revidar ações ambientais, naquela região.
Delegado Daniel Mattos Mathias
Investigação.
O delegado Daniel Mattos Mathias, titular da Delegacia de Novo Progresso , não passa informações para imprensa e disse estar atrás de informações que leve a prisão do suspeito de matar o Sargento João Luiz. Varias pessoas foram  presas entre elas  a mulher do acusado e o irmão ( não conseguimos contado com seu advogado).  Nesta sexta-feira outra pessoa foi presa pela policia Militar, desta vez o homem que estaria preparando a fuga do foragido da Justiça Lucas. Segundo a  policia neste momento estão na vicinal com o preso Darlan (informante) , que disse não ter tido à coragem de dar assistência para Lucas fugir e se comprometeu de levar os policiais até o esconderijo do foragido e procurado Lucas oliveira.

Fonte: Folha do Progresso.

Nenhum comentário: