quinta-feira, 30 de junho de 2016

Reajuste do Bolsa Família beneficia 3,3 mi no Pará

Mais de 910 mil famílias paraenses, que recebem o benefício do Bolsa Família, terão reajuste médio de 12,5% nos valores pagos pelo governo federal. O anúncio foi feito ontem pelo presidente interino Michel Temer. O valor reajustado vai ser pago a partir de 17 de julho.
O decreto também prevê aumento da linha de extrema pobreza - que passa de R$ 77 para R$ 85 – e da linha de pobreza, que sobe de R$ 154 para R$ 170.
O reajuste é 3,5% maior do que havia sido anunciado pela presidente Dilma Rousseff em 1º de maio, antes de ser afastada no processo de impeachment. O aumento do benefício vai causar impacto de R$ 2,5 bilhões por mês no Orçamento da União. O Ministério do Desenvolvimento Social informou que o governo interino reservou recursos do orçamento para garantir o reajuste.
PARÁ
Atualmente, o programa contempla cerca de 14 milhões de famílias. O governo gasta, em média, R$ 2,3 bilhões por mês com o projeto de transferência de renda, com o valor médio de R$ 163,57 por família.
O Pará é, proporcionalmente, o segundo Estado Brasileiro onde mais famílias recebem o benefício, ficando atrás apenas do Maranhão. Considerando a média de 3,7 pessoas por família, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ao todo 3,367 milhões de paraenses recebem o Bolsa Família.
Ou seja, 41% de toda a população do Pará depende do recebimento do Bolsa Família para se alimentar. Atualmente, antes do reajuste, portanto, o valor total em benefício para famílias do Pará é de R$ 163.938.627,00.

(Luiza Mello / Diário do Pará)
Reações:

0 comentários: