segunda-feira, 31 de outubro de 2016

PRF fala sobre o aumento dos valores das multas de trânsito

Agente Sidmar Oliveira alerta para os condutores redobrarem a atenção ao conduzir seus veículos

As multas de trânsito ficarão mais caras a partir de 1º de novembro. Com os novos valores, previstos a partir da alteração do Código de Trânsito Brasileiro, infrações gravíssimas, cujo valor de multa atual está em R$ 191,54, passarão a R$ 293,47; multas a serem pagas por infração grave passarão dos atuais R$ 127,69 para R$ 195,23.  As multas cobradas por infrações consideradas médias aumentarão de R$ 85,13 para R$ 130,16. As leves serão reajustadas dos atuais R$ 53,20 para R$ 88,38.
Visando aumentar a punição a motoristas que gostam de misturar o consumo de bebida alcoólica com a direção de veículos, a partir de novembro também serão reajustados os valores das multas aplicadas a motoristas suspeitos de dirigir alcoolizados, que se recusarem a fazer o teste do bafômetro. Nesse caso, a multa passará de R$ 1.915 para R$ 2.934,70. O motorista terá ainda a habilitação suspensa pelo prazo de 12 meses.
De acordo com chefe de fiscalização da Delegacia da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Santarém, Sidmar Oliveira, os condutores de forma em geral deverão se atentar ao cumprimento das regras de trânsitos, e assim evitar colocar a própria vida e de outras pessoas em risco.
Para ele, é preciso que condutores tenham mais consciência na condução de veículos, mantendo a manutenção e documentação em dia, evitando manobras perigosas, como ultrapassar em local não permitido e dirigir em alta velocidade.
CINQUENTINHA: Os proprietários de motociclo com até 50 cilindradas, passarão a ter que possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH), para conduzi-las.
FARÓIS ACESOS OU APAGADOS? A polêmica envolvendo a medida sobre a utilização de faróis baixo durante o dia nas Rodovias Federais e Estaduais, nesta semana ganhou mais um capitulo. A decisão da vez determinou o retorno da utilização dos faróis baixo, porém, as rodovias deverão ser devidamente sinalizadas com placas, orientando a utilização do equipamento de forma adequada.
Assim, as multas voltam a ser cobradas para quem trafegar durante o dia com faróis baixos apagados em rodovias sinalizadas.  A PRF retomou em todo Brasil, na quinta-feira (20), a fiscalização da chamada “Lei dos Faróis”. Atualmente, os motoristas que descumprem a lei recebem multa no valor de R$ 85,13. De natureza média, a multa em novembro será reajustada e passará para R$ 130,16. A fiscalização será válida onde houver sinalização indicando que o condutor está trafegando em rodovia, tanto em trechos urbanos, quanto em rurais. A PRF fará um mapeamento das rodovias e notificará o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) sobre os trechos que estão sem sinalização. A orientação é que, em caso de dúvida, o condutor procure manter os faróis acesos para evitar transtornos.
REDUÇÃO NAS COLISÕES FRONTAIS: Durante o primeiro mês de vigência da lei, em Julho, nas rodovias federais foram registradas 117 colisões durante o dia, número 36% menor comparado ao mesmo período de 2015, que registrou 183 batidas. Nessas ocorrências, 39 pessoas morreram e 67 ficaram gravemente feridas, números 56% e 41% menores, respectivamente, quando comparados ao mesmo período do ano passado, em que houve 88 mortes e 113 feridos graves. Os números também mostram redução de 34% nos atropelamentos. Foram 86 contra 131 no mesmo período do ano passado, considerando apenas os acidentes ocorridos durante o dia em rodovias federais. Nesses atropelamentos, houve queda no número de mortos – dez em 2016 e 16 em 2015. Quanto aos feridos graves, foram 43 registros em 2016 e 63 em 2015.
Por: Edmundo Baía Junior

Fonte: RG 15/O Impacto

Nenhum comentário: