quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Protesto em Aveiro – Servidores protestam na frente da Câmara Municipal contra super - salários e atraso de salários de três meses

Na manhã desta segunda-feira (01),os servidores da educação que estão em greve desde o dia 17/10 e a população,realizaram um protesto em frente a Câmara de Vereadores para protestar contra o projeto de lei que trata do aumentos dos subsídios dos vereadores,Secretários e Prefeito.Dos atuais R$ 3.500,00,os edis querem um aumento em 100%,saltando para R$ 7.000,00.
Tanto os servidores quanto a população temem que esses super salários sejam aprovados,haja visto que impactará nas contas públicas e prejudicará possíveis reajustes aos servidores,e benefícios a população como a assistência saúde,medicamentos da farmácia básica e outros condicionados a política publica de assistência a população.
Os servidores também protestaram contra a inércia dos vereadores que durante seus mandatos,nada fizeram para coibir os atos de improbidades administrativa praticados pelo atual prefeito Olinaldo Barbosa ( Fuzica).Que teve como consequência,o atraso de salário de 3 meses dos servidores da educação.
O atual Prefeito Fuzica,foi derrotado nas eleições municipais ficando em quarto lugar,reflexo dos descasos que esta praticando contra o sofrido município de Aveiro,principalmente com os atrasos de salários e o abandono do município.
No protesto,os servidores e a população atearam fogo em pneus em frente a Câmara.A Sessão Ordinária daquela Casa de leis que estava marcada para essa terça feira,foi suspensa pelo Presidente da Casa,Vereador Antonio Paulo,onde ficou temeroso pela revolta da população.Nenhum vereador quis receber os manifestantes.
A Câmara de Vereadores de Aveiro é composta por nove Vereadores e todos são da base aliada do atual prefeito Fuzica. Dos noves,apenas 2 se reelegeram.
Fonte : SINTEPP AVEIRO


Reações:

0 comentários: